Adélia Garcia: A oportunidade de juntar Galiza e Trás-os-Montes



A dupla portuguesa Haêma e o galego Baiuca juntaram-se para recuperar a melodia tradicional e folclórica portuguesa da cantareira Adélia Garcia, da aldeia de Caçarelhos, do concelho do Vimioso, no distrito de Bragança.

 

A música portuguesa a gostar dela própria

A música portuguesa a gostar dela própria

Em junho deste ano, o projeto Baiuca, do galego Alejandro Guillán, e a dupla portuguesa Haêma juntaram-se para lançar o tema “Adélia”, em homenagem a Adélia Garcia, uma cantareira da aldeia de Caçarelhos, do concelho do Vimioso, no distrito de Bragança.

Adélia Garcia foi dada a conhecer por Michel Giacometti, nos anos 60, e tem-se tornado uma fonte de inspiração para vários artistas. Adélia faleceu em 2016, com 83 anos, gravou em vários programas televisivos e participou em trabalhos de vários artistas, isto sem nunca ter saído da sua terra, Caçarelhos.

Baiuca, em declarações ao JN, refere que “era um sonho fazer música em português e poder indagar sobre a cultura do Norte de Portugal que é tão relacionada com a Galiza”.

O jovem galego esteve no Centro Internacional de Artes José de Guimarães (CIAJG), no dia 1 de outubro, onde contou com uma sala cheia (dentro das normas previstas pelas autoridades de saúde). Teve a oportunidade de apresentar um conjunto de músicas tradicionais do norte de Portugal e da Galiza, misturando sintetizadores e ritmo clubbing.

O single “Adélia” foi lançado em julho passado.

 

[Este artigo foi publicado originariamente no Interior do Avesso]

Diego Garcia

Diego Garcia

Diego Garcia é uma simbiose galego-portuguesa,da Mesquita e de Santa Comba de Dão.Passou a sua infância na Galiza, mas reside em Portugal, no distrito de Viseu, desde 2009. Tem muita curiosidade pela figura de Carvalho Calero e pelo reintegracionismo.
É deputado municipal no concelho de Carregal do Sal e dirigente distrital do Bloco de Esquerda. Está a licenciar-se em Estudos Europeus.
Diego Garcia

PUBLICIDADE

  • https://pglingua.org/index.php abanhos

    Bem bom e interessante