Partilhar

Prêmio Oceanos seleciona finalistas da Lusofonia

Um dos grandes prêmios de literatura escolheu obras de Moçambique, Portugal, Cabo Verde e Brasil

O Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa divulgou a lista dos semifinalistas de 2023.

Foram escolhidos 21 livros semifinalistas de poesia, entre 1.188 inscritos, e 20 títulos semifinalistas de prosa, entre 1.466 inscritos.

As 41 obras semifinalistas são de autores de quatro nacionalidades diferentes: 24 brasileiros, 14 portugueses, 2 cabo-verdianos e 1 moçambicano.

Os semifinalistas foram anunciados em um encontro na livraria Tapera Taperá, no centro de São Paulo, que teve transmissão ao vivo pelo YouTube.

A lista reúne nomes já conhecidos do público como Carola Saavedra, Cristovão Tezza, Joana Bértholo, Julián Fuks. Claudia Roquette-Pinto, Edmilson de Almeida Pereira, Ricardo Aleixo e escritores em ascensão, como Alex Andrade.

O autor de “Para os que ficam” (Editora Confraria do Vento, 2022) foi um dos convidados da série Sociedade brasileira de escritoras e escritores vivos, que apresenta aos leitores galegos e da lusofonia nomes atuais da literatura brasileira.

Em seu livro “Para os que ficam”, Alex Andrade enfrentou o desafio de dar voz a Ana, uma mulher que cuida de um pai acometido pelo Alzheimer e, faz um retrato dos abusos, intolerâncias, desrespeito e falta de empatia, sofridos por mulheres do mundo todo.

Em seu livro “Para os que ficam”, Alex Andrade enfrentou o desafio de dar voz a Ana, uma mulher que cuida de um pai acometido pelo Alzheimer e, faz um retrato dos abusos, intolerâncias, desrespeito e falta de empatia, sofridos por mulheres do mundo todo.

“Foi uma emoção muito grande ver a capa do livro projetada e os jurados anunciarem meu livro. Só de chegar à semifinal já estou muito feliz. Agora vamos aguardar o resultado final!”, comemorou Alex Andrade.

O prêmio

O Oceanos é patrocinado pelo Banco Itaú, Direção-Geral do Livro, Arquivos e das Bibliotecas da República Portuguesa, Magazine Luiza e Skeelo por meio da Lei de Incentivo à Cultura, pelo Ministério da Cultura, e; conta com o apoio do Itaú Cultural, da Biblioteca Nacional de Moçambique e do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde; e o apoio institucional da CPLP. O Prêmio Oceanos é administrado pela Associação Oceanos em parceria com o Itaú Cultural.

O resultado final será divulgado no fim de 2023,mas ainda sem data marcada.

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, na Guarda

Sergio Rey, do IES de Cacheiras, ganha o “I Prêmio Escolar Internacional de Livros de Cordel”

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha