O documentário “1981, Ano zero da língua galega” está no ar

Um documentário da AGAL, realizado por Nós Televisión, onde diferentes vozes opinam sobre estes 40 anos de oficialidade do galego.



No passado sábado 26 de março, foi a estreia na sala Juanjo Gallo, da deputaçom da Corunha. O documentário da AGAL, foi realizado por Nós Televisión,  apresentado por Nee Barros e nele diferentes vozes opinam sobre os primeiros 40 anos de oficialidade do galego.

photo1648300223O objetivo do documentário, que já está no ar e se pode ver aqui, é fazer a continuaçom natural do Decreto Filgueira. Naquele documentário foi narrado como se chegou até o galego ser uma língua oficial. O título do presente documentário frisa o ano 1981 como uma data fundamental da história da nossa língua. Foi nessa altura em que a oficialidade do galego provocou debates intensos sobre a sua identidade. O que vivemos hoje é um eco da glotopolítica, das relações entre língua e política, daquela altura.

Com a participaçom de: José Luís Rodríguez, Elvira Souto, María Xosé Queizán, Martinho Montero Santalha, Tiago Peres, Víctor Freixanes, Bernardo Penabade, María Solar, Pilar García Negro, Elias Torres, Manuel Portas, Ana Miranda, José Ramom Pichel, Eduardo Maragoto, Henrique Monteagudo, Xosé Ramón Freixeiro Mato, Alba Nogueira, Carlos Callón, Uxia, Susana Sánchez Arins, Ramón Villares, Ângelo Cristóvão, Valentín García e Beatriz Bieites participam neste.

Direçom – Diego Frey
Ideia original e produçom executiva – Miguel Penas, Valentim Fagim (AGAL)
Ediçom – Diego Frey, Martín Rodríguez, Pablo Escourido
Produçom – Ana Viqueira, Roi Ribeira
Roteiro – Diego Frey, Ana Viqueira, Roi Ribeira, Miguel Penas, Valentim Fagim
Entrevistas – Roi Ribeira, Ana Viqueira
Fotografía – Roi Barros, Pablo Escourido
Som – Roi Barros, Pablo Escourido
Etalonagem – Pablo Escourido
Apresentações – Nee Barros
Grafismos – Daniel Candal
Música – Fran Pérez ‘Narf’

 


PUBLICIDADE