Partilhar

Chulas de bacalhau

Ontem comprei bacalhau fresco e o filé era bastante grande, por isso tive que escrever uma receita para os pedaços que iam sobrar. O bom das chulas de bacalhau é que não é preciso cozinhar o bacalhau antes, todos os ingredientes são colocados crus, depois as chulas são fritas e pronto! Assim, a receita é feita de uma só vez e o resultado é delicioso. Em qualquer caso, se sobrar pedaços de bacalhau cozido ou frito, também pode aproveitá-los. Vamos lá!

Ingredientes:

  • 1 ovo grande
  • 125 ml de água
  • 150 gramas de farinha
  • 1 colher de chá de fermento químico
  • 1/2 cebola pequena picada
  • 1 alho picado
  • folhas de perixil picadas
  • 1 colher de chá de sal
  • 185 gramas de bacalhau esfarelado e desossado
  • corante alimentar (opcional)

Preparação passo a passo:

  1. Misturamos todos os ingredientes menos o bacalhau.
  2. Adicionamos o bacalhau e misturamos novamente.
  3. Deixamos repousar a masa durante uns 15 minutos.
  4. Fritimos as chulas deixando cair pedaços de massa com a colher e virando-os quando vermos que as chulas ficam com uma cor dourada. E feito!

Xa veis que dificuldade, nenhuma! E além de viciante, é uma receita muito estilosa para quando sobrar algum peixe branco que cozinhamos. E acompanhado de umas batatas fritas, já nem conto, como são de boas!

Podes encontrar esta receita, e muitas outras receitas deliciosas, no sítio web kukinhas.com. Se gostas, podes segui-la também no FacebookInstagram e X. Bom proveito!

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, no Festigal, o 25J em Compostela

Scarpaccia de cabacinha

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”