Partilhar

Benjamin Otero Ferro apresenta livro em Nemenzo

Benjamin Otero Ferro nasceu em 1934 na aldeia de Nemenzo, em Santiago de Compostela. Aos 17 anos emigrou ao Brasil. “Barnabé. O pequeno e sofrido imigrante” é umha obra autobiográfica escrita em 1995, em Santos, inédita até hoje. Hoje, com 90 anos, Benjamin continua a morar no Brasil e regressa a Nemenzo nos verãos.

O livro foi publicado por iniciativa da vizinhanza de Nemenzo, inaugurando umha editorial local, “Livros de Nemenzo”, e apresentara-se o vindeiro 21 de julho no local social da aldeia.

Neste romance, Benjamin apresenta uma narração da sua vida entre Nemenzo e Santos, entre a Galiza e o Brasil. Benjamin, como um Balbino de Xosé Neira Vilas nas Memorias dun neno labrego, protagoniza a história da sua vida, com humor, amor, amizade, valores, conflitos e aventuras…

Desde a editorial “Livros de Nemenzo” explicam: “Temos sorte de poder ler a história dum dos milhons de galegos emigrados na diáspora do nosso povo. É uma história cheia de realidade, um documento que ajuda a construir a grande crónica da emigração.

Ademais, temos sorte pois podemos ler este romance na nossa língua, em galego internacional, em galego-português, este português de Benjamin que é um exemplo de como o idioma facilitou a integração da emigração galega naquele país. Esta história originalmente escrita em português já forma parte do património cultural de Nemenzo.”

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, no Festigal, o 25J em Compostela

Scarpaccia de cabacinha

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”