Partilhar

Pastéis de bacalhau

Imos continuar com receitas portuguesas que levam o bacalhau a um novo patamar de sabor. Depois de ter servido na travessa o bacalhau à Brás, voltamos com um petisco difícil de esquecer. Já provastes alguma vez os pastéis de bacalhau? É importante não confundi-los com as pataniscas, que são mais semelhantes às nossas chulas. São também conhecidos por bolinhos de bacalhau e são feitos com bacalhau e pataca.

Eu provei-os na minha última viagem ao Porto e fiquei apaixonada. Com essa cor douradinha, mui cremosos por dentro e levemente crocantes por fora. Perfeitos para toda a família, também para os mais pequechos. Podem ser servidos como prato principal, com uma salada, ou então como acompanhamento de outro prato principal.



Ingredientes

  • 400 gramas de bacalhau demolhado
  • 800 gramas de patacas
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 2 ovos
  • 1 gema de ovo
  • pirixel picado
  • noz-moscada a gosto
  • sal e pimenta-preta a gosto
  • óleo de girassol para fritir

Preparação

  • Cozemos o bacalhau, deixamo-lo arrefecer um pouco, retiramos as espinhas e desfiamo-lo. Reservamos numa tigela.
  • Estonamos as patacas, cortamo-las e cozemo-las até ficarem macias. Escorremos e fazemos um puré. Botamos o puré na tigela do bacalhau.
  • Pelamos e picamos finamente os dentes de alho e mais a cebola. Botamos tudo na tigela.
  • Adicionamos o resto dos ingredientes: o ovo, a gema, o sal, a pimenta-preta, a noz-moscada e o pirixel picado. Misturamos tudo muito bem.
  • Com a ajuda de duas colheres moldamos os pastéis de bacalhau, que imos colocando numa travessa ou num prato. Metemo-los no congelador durante uma hora.
  • Fritimo-los em abundante óleo de girassol bem quente até ficarem bem dourados. Escorremos sobre papel absorvente e servimos.

São uns bolinhos que não dão trabalho nenhum. Além disso, podedes congelá-los e fazê-los quando vos apetecerem. Assim quentinhos, quando os tiramos da frigideira, é que são (ainda) mais gostosos. Se comprardes o bacalhau já demolhado e desfiado, pouparedes uns passinhos importantes e acabaredes mais depressa, mas, como é desfiado depois de cozido, é bastante simples de fazer de qualquer maneira. Eu adoro-os, e decerto que vós também passaredes a fazer parte do clube de fãs dos pastéis de bacalhau se os experimentardes.

Olhai que cremosinhos ficam por dentro.

Podes encontrar esta receita, e muitas outras receitas deliciosas, no sítio web kukinhas.com. Se gostas, podes segui-la também no FacebookInstagram e X. Bom proveito!

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’

Inauguração da exposição “Sonhar a Palavra Liberdade” no Camões – Centro Cultural Português em Vigo

Crianças homenageiam Rosalia de Castro este sábado em Outeiro de Rei

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’