Partilhar

Disponível no Youtube entrevista na RTP a presidente da AGAL

O noticiário vespertino Portugal em Direto, dirigido e apresentado pela conhecida pivô portuguesa Dina Aguiar interessou-se polo reintegracionismo galego e conectou em direto com o presidente da AGAL, Eduardo Maragoto, que foi inquirido sobre o reintegracionismo, a saúde do galego e a presença do português no ensino.


A entrevista iria durar seis minutos, mas ficou em pouco mais de cinco ao cair a emissom por uma falha técnica. Em qualquer caso, foi tempo suficiente para explicar que pretende o reintegracionismo, como se encontra neste momento o ensino do português na Galiza ou para reivindicar que a coesom infraestrutural e económica galego-portuguesa que todos os setores da sociedade galega pedem seja acompanhada pola sua devida integraçom linguística.
A entrevista foi realizada em português de Portugal, facto que o presidente da AGAL, a perguntas do PGL, justificou do seguinte modo: “Nom quigem introduzir demasiadas novidades, pois numa entrevista curta em que se explica uma questom de que muitas pessoas nunca terám ouvido falar, poderiam pensar que estava a falar espanhol e seria muito difícil passar a mensagem, que era o importante”.

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’

Inauguração da exposição “Sonhar a Palavra Liberdade” no Camões – Centro Cultural Português em Vigo

Crianças homenageiam Rosalia de Castro este sábado em Outeiro de Rei

Conversa arredor da obra “Porque caiu a Galiza” de José Manuel Barbosa em Carvalho

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’

Inauguração da exposição “Sonhar a Palavra Liberdade” no Camões – Centro Cultural Português em Vigo