Partilhar

Coxinhas de polo

Detalhes

Rações: 10 rações | Tempo: 90 minutos | Dificuldade: Fácil

As coxinhas som um salgadinho ou snack mui comum no Brasil, em cada padaria ou bar podes topá-las. Tenho que reconhecer que som um grande fã deste prato, a temporada que vivim ali raro era o dia que nom comia coxinhas. Adoro!

A receita é singela ainda que algo laboriosa. Primeiro elabora-se uma massa com farinha e caldo de polo, a seguir fai-se o recheio com polo desfiado e finalmente montam-se e dá-se-lhes forma. Para a carne pode-se usar peito ou outras partes do polo. Podemos cozer a mesma carne para fazer o caldo junto com algumas verdurinhas como cenoura ou alhos-porros ou aproveitar o polo que sobre doutros pratos. Neste caso eu figem um polo asado ao forno e empreguei o sobrante para as coxinhas. Bem cozamos a carne no caldo, bem usemos outra, é necessário desfazê-la com a ajuda dum garfo para formar o recheio.

A receita original nom leva queixo mas é comum botar-lho. Eu pessoalmente gosto mais que o recheio fique algo suculento e nom tam seco. Nom encontrei o requeijo que se emprega no Brasil aqui, de maneira que lhe botei queijo creme ou Philadelphia e o resultado foi bem bom.

Ingredientes

  • Para a massa:
  • 500 ml de caldo de polo
  • 100 g de manteiga
  • 230 g de farinha de trigo
  • Para o recheio:
  • carne de polo desfiada
  • 3 dentes de alho
  • 1 cebola
  • 1 tomate
  • perexil picado
  • queijo creme
  • Para panar:
  • 2 ovos
  • pam ralado
  • farinha

Passos

  • Para a massa:
  • Botamos numa pota o caldo de polo e aquecemo-lo um pouco. Engadimos-lhe a manteiga cortada e derretemo-la no caldo.
  • Botamos a farinha peneirada aos poucos e vamos remexendo para evitar que se formem bolos. Sazonamos com um pouco de pimenta moída e sal.
  • Misturamos bem a farinha com o caldo até obtermos uma massa consistente. Reservamos e deixamos arrefecer.
  • Para o recheio:
  • Picamos o alho e a cebola e passamo-los a lume brando com um chisco de azeite.
  • Engadimos o polo desfiado, refogamos, a seguir botamos o tomate cortadinho em anacos e aguardamos até que se cozinhe.
  • Engadimos-lhe sal, pimenta e perexil e um par de colheres de queijo creme.
  • Misturamos tudo bem e deixamos arrefecer.
  • Para formá-las:
  • Quando arrefecer a massa e o recheio, formamos as bolinhas. Para isso apanhamos um anaco da massa, aplanamo-la bem na palma da mão e botamos uma colher do recheio no centro. Envolvemo-la e damos-lhe a forma caraterística da coxinha, acabando em ponta.
  • Quando tivermos todas as bolinhas formadas, panamo-las passando-as por farinha, ovo batido e pam ralado.
  • Finalmente frigimos com abundante aceite, eu usei um caço para que fosse o suficientemente profundo.
  • Depois de frigir passamo-las a um prato com papel de cozinha para que absorva o azeite sobrante e já podemos desfrutar desta deliciosa comida brasileira.
  • Acompanhadas dumas caipirinhas estarám ainda mais boas!

Podes encontrar esta receita, e muitas outras receitas deliciosas, no sítio web fogons.gal. Se gostas, podes segui-lo também no FacebookInstagram e X. Bom proveito!

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, na Guarda

Sergio Rey, do IES de Cacheiras, ganha o “I Prêmio Escolar Internacional de Livros de Cordel”

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha