Partilhar

Conversa arredor da obra “Porque caiu a Galiza” de José Manuel Barbosa em Carvalho

O evento faz parte do ciclo intitulado “Esplendor e Colapso do Reino da Galiza na Era Compostelana”, e junto com José Manuel Barbosa, estarám Afonso Xabier Canosa e Miguel Anxo Fernán Vello.

A conversa decorrerá no espaço cultural na vila de Carvalho, Espiral Maior Foro (Rua do Sol, nº34), o próximo sábado, dia 2 de março às 11:30h.

Em Porque caiu a Galiza? A Coroa galaica durante a era compostelana; o investigador José Manuel Barbosa explica o processo de ascensão e queda do Império galaico-leonês, que ficou culminado na época de Afonso VII e Gelmires. Será abordado como é que um espaço geopolítico considerado na altura o terceiro império europeu, ao lado de Bizâncio e do Sacro Império Romano Germânico, sumiu territorial, política e historiograficamente. Veremos como as suas conquistas políticas e sociais ficaram na desmemória e como as forças que operavam na altura, o sistema político-social e económico medieval, sediado fisicamente em Roma, operaram, apoiadas pela Castela toledana, numa partida de xadrez que durou vários séculos, conseguindo converter o centro nascido no noroeste da Península Ibérica numa periferia quarteada, desempoderada e desconhecedora do seu passado.

José Manuel Barbosa tem publicado com Através também a obra em dous tomos “A evolução histórica dos limites da Galiza” que também se poderá adquirir durante a apresentação.

Sobre o autor:

José Manuel Barbosa (1963, Ourense) Tem lecionado cursos de Língua, Literatura, História, Arte e Cultura Galegas organizados pola Universidade de Vigo e a Associaçom Galega da Língua. É membro da Academia Galega da Língua Portuguesa. É integrante do Conselho Consultivo do Movimento Internacional Lusófono e do Instituto Galego de Estudos Celtas como diretor administrativo. É autor de numerosos artigos no jornal La Región (Ourense), na revista Agália, no Portal Galego da Língua e nos sites Mundo Galiza, Retrincos e o blogue despertadoteusono.blogspot.com do qual é diretor. No campo da edição em livro publicou as seguintes obras: Curso prático de Galego (1999), AGAL; Âmago/Mágoa (2002), Baía. Escrito em parceria com Roi Brás; Bandeiras da Galiza (2006), AGAL; Atlas Histórico da Galiza (2008), Edições da Galiza, em parceria com José Manuel Ribeira, autor da secção gráfica; Bandeiras da Galiza 2ª Ed. (2011), Através Editora; A evolução histórica dos limites da Galiza (2021), Através Editora.

50 anos de Abril na Galiza apresenta-se na Escola Oficial de Idiomas de Compostela

Oficina de leitura em português do Brasil

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, em Vigo

A Mesa tramitou mais de um milhar de expedientes em 2023

Areias de Portonovo, uma jornada atlântica da Galiza ao Brasil

A USC comemora os 50 anos da revolução de 25 de Abril que deu início à democracia contemporânea em Portugal

50 anos de Abril na Galiza apresenta-se na Escola Oficial de Idiomas de Compostela

Oficina de leitura em português do Brasil

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, em Vigo

A Mesa tramitou mais de um milhar de expedientes em 2023