Partilhar

Comemorações na Galiza pelo dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

O Centro Cultural Camões em Vigo organiza as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas na Galiza.

A celebração terá início no dia 8 de junho, às 20h30, no Pub Momo de Santiago de Compostela, onde o fadista Jorge Gomes brindará o público presente com um concerto. A entrada é gratuita.

No dia a seguir, sexta-feira 9 de junho, as comemorações terão início às 18h00 com a divulgação dos vencedores da edição de 2023 do concurso de fotografia Portugal numa imagem. Portugal numa palavra.

Mais tarde, às 18h30, terá lugar a inauguração da exposição Naturezas, da artista portuguesa Sofia Brito, uma exposição de obras realizadas através da técnica manual de recorte papercut que estará patente no nosso centro cultural até dia 31 de julho.

Para terminar, às 20h30, decorrerá o concerto do fadista português Jorge Gomes no mesmo Centro Camões na cidade de Vigo.

Ainda, o centro cultural lança a terceira edição do concurso de fotografia Portugal numa imagem. Portugal numa palavra. As pessoas interessadas poderão participar até ao dia 1 de junho, preenchendo o formulário de inscrição e enviando a fotografia e o texto para o seguinte e-mail: cursosplecamoesvigo@gmail.com As três melhores fotografias receberão como prémio coleções de livros. Regulamento e formulário de Inscrição aqui.

Aberto prazo de pré-inscrições para os cursos aPorto 2024

Garavanços com espinafres

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’

Aberto prazo de pré-inscrições para os cursos aPorto 2024

Garavanços com espinafres

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico