Partilhar

Borxa González, neofalante: “O único jeito de reverter a situaçom do galego é dar uso ao idioma”

Borxa González é trabalhador social, mas trabalha em Orgullo Galego, já que é o seu promotor.

Ainda que na sua casa sempre se falou galego, ele foi educado em castelhano e com 16 anos começou a falar em galego pola sua conta ao se dar conta de que cada vez o falava menos gente e pensou que “o único jeito de reverter essa situaçom era dar uso ao idioma”.

[Esta entrevista foi publicada originariamente em neofalantes.gal]

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, na Guarda

Sergio Rey, do IES de Cacheiras, ganha o “I Prêmio Escolar Internacional de Livros de Cordel”

Festival Contrasta está de volta a Valença nos dias 12 e 13 de julho

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, na Guarda