Partilhar

Binormativismo abordado num novo volume do Conselho da Cultura Galega

No dia 24 de abril foi lançado no Salom de Graus da faculdade de Filologia o volume A Estandarización das linguas da Península Ibérica: procesos, problemas e novos horizontes, publicado pelo Conselho da Cultura Galega em colaboração com o Instituto da Lingua Galega. O volume, pertencente à coleção Ensaio e Investigación, recolhe principalmente trabalhos e debates apresentados num simpósio organizado polo ILG em 2021: Estándar, norma e variación: procesos, problemas e perspectivas.

Para além do editor, Henrique Monteagudo, coautor de um artigo e autor do limiar e de um estudo, entre os e as participantes no volume figuram dois especialistas vindos do espaço catalão, Miquel Àngel Pradilla e Joan Costa-Carreras, uma do basco, Miren Azkarate, e mais dois do lusófono, Fernando Venâncio e Marcos Bagno. Da Galiza também participam Xosé Luís Regueira, expresidente do ILG, e Eduardo Maragoto, expresidente da AGAL, que foi convidado para expor a proposta do binormativismo num eventual processo de padronização que tivesse em conta o português.

Além dos autores Xosé Luís Regueira e Eduardo Maragoto, no lançamento participaram o editor da obra (Henrique Monteagudo), a presidente do Instituto Galego da Língua (Elisa Fernández Rei), a presidente do Conselho da Cultura Galega (Rosário Álvarez) e o linguista Xoán Lagares, que ofereceu uma panorâmica do conjunto do livro, dando ao mesmo tempo uma visão comparativa dos processos de padronização do português de Portugal e do Brasil e do espanhol e do galego.

O livro pode ser baixado aqui: A Estandarización das linguas da Península Ibérica: procesos, problemas e novos horizontes

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, no Festigal, o 25J em Compostela

Scarpaccia de cabacinha

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”