Partilhar

Bacalhau à Brás

Entre as que já provei, esta do bacalhau à Brás é uma das minhas receitas portuguesas de bacalhau favoritas. Também confesso que, até agora, ainda não topei com nenhuma receita de bacalhau que não me prestasse. Já fizéramos aí atrás o bacalhau com natas e gostara imenso do seu sabor e cremosidade. São daquelas receitas que sabes que vás fazer uma e outra vez.

Foi em Coimbra, já há uns quantos anos, que provei o bacalhau à Brás pola primeira vez, num restaurante a carão duma casa onde morara o Zeca Afonso. Adoro essa mistura de sabores e texturas. O crocante das patacas-palha e a suavidade e cremosidade do ovo tornam este prato um dos que as pessoas mais costumam gostar. Aliás, esta refeição é mui completa e com os ingredientes de sempre. Apenas a preparação das patacas-palha apresenta alguma dificuldade. Sempre dá um pouco de choio cortá-las tão fininhas e friti-las. Mas, de resto, não vos tem muita ciência.

Ingredientes para 4 pessoas

  • 500 gramas de migalhas de bacalhau demolhadas
  • 500 gramas de patacas
  • 400 gramas de cebola
  • 2 dentes de alho
  • 4 ovos
  • 30 ml de azeite
  • 2 folhas de loureiro
  • pirixel picado
  • azeitonas pretas a gosto

Preparação

  • Começamos por preparar as patacas. Cortamo-las em rodelas e depois em pauzinhos pequenos para obtermos patacas-palha. Fritimos e reservamos.
  • Cortamos as cebolas em meias-luas finas e os alhos em lâminas. Refogamos no azeite junto com as folhas de loureiro.
  • Adicionamos as migalhas de bacalhau e deixamos cozinhar.
  • Quando estiver no ponto, botamos as patacas-palha, reservando algumas para o final. Remexemos tudo bem remexido.
  • Adicionamos os ovos, previamente batidos, remexemos e retiramos do lume com os ovos ainda cremosinhos, antes de estarem completamente cozinhados.
  • Servimos o bacalhau decorado com as patacas-palha que reservamos, o pirixel picado e as azeitonas pretas.

Como vedes, em poucos passos simples teredes um bacalhau à Brás delicioso. É preciso ter cuidado de não cozinhar demasiado os ovos, para eles ficarem bem cremosinhos.

Não é necessário dizer muito mais, porque esta super-receita se vende sozinha. Basta vê-la, ou melhor, prová-la, para se apaixonar para sempre.

Podes encontrar esta receita, e muitas outras receitas deliciosas, no sítio web kukinhas.com. Se gostas, podes segui-la também no FacebookInstagram e X. Bom proveito!

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’

Inauguração da exposição “Sonhar a Palavra Liberdade” no Camões – Centro Cultural Português em Vigo

Crianças homenageiam Rosalia de Castro este sábado em Outeiro de Rei

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’