Partilhar

Apresentaçom do livro “Porque caiu a Galiza?” em Lugo

O evento decorrerá a próxima sexta-feira, dia 26 de maio, às 20:00h no Centro Social Mádia Leva (r/Serra de Ancares, nº18).

Em Porque caiu a Galiza? A Coroa galaica durante a era compostelana; o investigador José Manuel Barbosa explica o processo de ascensão e queda do Império galaico-leonês, que ficou culminado na época de Afonso VII e Gelmires. Será abordado como é que um espaço geopolítico considerado na altura o terceiro império europeu, ao lado de Bizâncio e do Sacro Império Romano Germânico, sumiu territorial, política e historiograficamente. Veremos como as suas conquistas políticas e sociais ficaram na desmemória e como as forças que operavam na altura, o sistema político-social e económico medieval, sediado fisicamente em Roma, operaram, apoiadas pela Castela toledana, numa partida de xadrez que durou vários séculos, conseguindo converter o centro nascido no noroeste da Península Ibérica numa periferia quarteada, desempoderada e desconhecedora do seu passado.

José Manuel Barbosa tem publicado com Através a obra em dous tomos “A evolução histórica dos limites da Galiza” que também se poderá adquirir durante a apresentação.

Sobre o autor:

José Manuel Barbosa (1963, Ourense) Tem lecionado cursos de Língua, Literatura, História, Arte e Cultura Galegas organizados pola Universidade de Vigo e a Associaçom Galega da Língua. É membro da Academia Galega da Língua Portuguesa. É integrante do Conselho Consultivo do Movimento Internacional Lusófono e do Instituto Galego de Estudos Celtas como diretor administrativo. É autor de numerosos artigos no jornal La Región (Ourense), na revista Agália, no Portal Galego da Língua e nos sites Mundo Galiza, Retrincos e o blogue despertadoteusono.blogspot.com do qual é diretor. No campo da edição em livro publicou as seguintes obras: Curso prático de Galego (1999), AGAL; Âmago/Mágoa (2002), Baía. Escrito em parceria com Roi Brás; Bandeiras da Galiza (2006), AGAL; Atlas Histórico da Galiza (2008), Edições da Galiza, em parceria com José Manuel Ribeira, autor da secção gráfica; Bandeiras da Galiza 2ª Ed. (2011), Através Editora; A evolução histórica dos limites da Galiza (2021), Através Editora.

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, na Guarda

Sergio Rey, do IES de Cacheiras, ganha o “I Prêmio Escolar Internacional de Livros de Cordel”

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha