Partilhar

Aberto prazo de inscrição para cursos aPorto, de imersão linguística e formação intensiva em Portugal

  • Esta é a 11ª edição dos aPorto, organizados pela AGAL
  • Na modalidade aPorto docente homologam-se 30horas de formação com a Xunta da Galiza.

Os aPortos são cursos intensivos de uma semana na cidade do Porto, preparados científica e pedagogicamente para alunos e alunas galegas, e de outros territórios sempre que tenham conhecimentos médio-altos de português. A proposta é a complementação da parte letiva com atividades culturais especificamente desenhadas para os alunos e alunas aPorto que estendem a formação e permitem um conhecimento diversificado da cidade do Porto, da cultura e da língua portuguesa.

O perfil de alunos e alunas é muito diverso, com pessoas de diferentes idades, áreas de formação, profissões e originárias de todas as partes da Galiza, do Estado Espanhol e de outras partes do mundo, com interesse pela língua e cultura galega e portuguesa e a avidez da descoberta do Porto.

Há três modalidades:

O aPorto Clássico ou Padrão, que decorrerá de  7 a 11 de agosto.

O curso aPorto Docentes decorrerá de 24 a 28 de julho, para o Nível A2 e de 31 de julho a 4 de agosto para o Nível B1. Esta modalidade permite homologar 30 horas de formação para alunos e alunas que possam estar interessadas, nomeadamente professorado do ensino público.

O curso aPorto Docentes permite homologar 30 horas de formação para alunos e alunas que possam estar interessadas, nomeadamente professorado do ensino público.

O aPorto Noturno, que decorre de 14 a 18 de agosto, onde não há aulas de manhã, mas diversas atividades para se mergulhar no português e na sociedade da cidade invicta à tarde-noite.

As aulas decorrem na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. E, de tarde, há um programa com atividades difíceis de frequentar para um turista, como uma oficina de música tradicional ou uma visita guiada ao Museu de Serralves, há uma grande preocupação de, fazendo escolhas criteriosas, transformar eventos mais acessíveis em momentos exclusivos. A escolha da peça certa numa noite de teatro ou do restaurante que não vem nos roteiros para um jantar, fazem da experiência aPorto algo muito diferente do turismo convencional. Acresce ainda a constante interação com as e os portuenses motivada pela natureza das atividades. Por exemplo, a UNICEPE, uma cooperativa livreira, organizando atividades exclusivas para a comunidade aPorto.

O curso aPorto, incluindo as aulas, as atividades lúdico-culturais, dois jantares e dois livros (os manuais de língua: O Dicionário Visual Através e “Estou a estudar o português”, do professor Valentim Fagim) tem um preço de 265 euros.

Para pessoas desempregadas, reformadas, estudantes, associadas da Agal, filiadas da CIG e ex-alunas e ex-alunos, o preço é de 225 euros.

Quem fizer duas semanas seguidas poderá usufruir do desconto na segunda semana. Ainda, se alguma das pessoas inscritas para o aPorto Clássico quiser levar um acompanhante que frequente apenas as atividades socioculturais, o preço extra é de 60 euros (a incluir os dois jantares).

A Mesa tramitou mais de um milhar de expedientes em 2023

Areias de Portonovo, uma jornada atlântica da Galiza ao Brasil

A USC comemora os 50 anos da revolução de 25 de Abril que deu início à democracia contemporânea em Portugal

Sónia Engroba: ‘Não somos conscientes nem conhecedores do poder da nossa própria língua’

Novidades Através: 50 anos de Abril na Galiza

Lançamento do livro González-Millán, a projeção de um pensamento crítico, em Braga

A Mesa tramitou mais de um milhar de expedientes em 2023

Areias de Portonovo, uma jornada atlântica da Galiza ao Brasil

A USC comemora os 50 anos da revolução de 25 de Abril que deu início à democracia contemporânea em Portugal

Sónia Engroba: ‘Não somos conscientes nem conhecedores do poder da nossa própria língua’