CAMPANHA DE MICROMECENADO EM GOTEO

Semente de Berrar, documentário sobre quarenta anos de contracultura musical na Galiza



poster-con-persoaSemente de Berrar é um projeto de documentário para resgatar umha parte de contracultura galega que nom está documentada no audiovisual. Segundo a equipa promotora do projeto: “Pretende refletir, entre notas mais ou menos afinadas, parte da contracultura na Galiza dos últimos quarenta anos. Do DIY e ‘indústria musical’ de ‘subculturas urbanas’ e também rurais.” Será um retrato de “quarenta anos de Galiza rebelde e festeira. Quarenta anos de drogas nas ruas e desporto. Quarenta anos a musicar realidade e ficçom. Quarenta anos de precariedade laboral e luta obreira.”
As protagonistas que porám a voz a Semente de Berrar serám as bandas, o público, as pessoas proprietárias de lojas de roupa ou música, editoras de fanzines ou jornais. Umha escolma de 40 pessoas destes 40 anos de amor e ódio.

As protagonistas que porám a voz a Semente de Berrar serám as bandas, o público, as pessoas proprietárias de lojas de roupa ou música, editoras de fanzines ou jornais.

Ainda nom se tem feito um documentário com este centro de interesse na Galiza, e a proposta, autogerida e produzida de jeito coletivo mediante a campanha de micromecenado explicita a sua vontade de que “o voluntarismo nom signifique falta de profissionalidade”. Para isto começarám a gravar entre abril e junho, calculam um tempo de montagem de 75 dias e a apresentaçom está programada para setembro.
A VO do documentário será o galego, e a promoçom e comunicaçons em redes sociais está a ser feita usando as duas normas escritas do galego. Ademais, a intençom é legendar em catalám, basco, castelhano e inglês.

A VO do documentário será o galego, e a promoçom e comunicaçons em redes sociais está a ser feita usando as duas normas escritas do galego. Ademais, a intençom é legendar em catalám, basco, castelhano e inglês.

ruidoeruaPara tudo isto, o objetivo económico perseguido é de 20.000 euros no mínimo, sendo o ótimo 27.000. No caso de superar o mínimo programado e chegar ao ótimo, realizariam a gravaçom em HD 4k – 33 cinematográfico. Também se aproveitaria para sufragar os gastos para realizar várias entrevistas fora da Galiza.

Ademais, as recompensas (sacas, camisolas e suadoiros) som 100% algodom orgánico cumprindo todos os parâmetros de moda sustentável e elaboradas de maneira ética.

40 anos de ruído

Da equipa promotora asseguram que a primeira referência de um disco ligado ao punk de umha banda galega situa-se em 1981, há hoje 40 anos, aliás, que “desde as cantigas de Escárnio e Maldizer, Galiza usou a arte ou a antiarte como forma de manifestaçom. Porque fomos, somos e seremos um povo rebelde e alegre, combativo e responsável com umha série de manifestaçons culturais das quais queremos dar conta, registar e nom esquecer.”

Experiência prévia e equipa

kaos-soak-01O coletivo promotor de Semente de Berrar está composto por diversas pessoas de diferentes pontos da Galiza com experiência em gestom cultural através da ediçom de discos, revistas ou fanzines, e também na organizaçom de palestras, concertos ou festivais…

Iago Santás López, mestre de professom, editor de fanzines, revistas… e ativista cultural e da língua coordena e dirige o projeto.
Death or Glory collective na parte artística, Bruno L. Teixeiro em redes e marketing ou numerosas bandas que cederom material para a ediçom (Samesugas, Soak ou Bule).
Os grupos de trabalho, com evidente caráter multidisciplinar, assessoram-se na parte técnica, de um grupo de profissionais com experiência na realizaçom, produçom e pós-produçom de documentários e trabalhos audiovisuais como No Major Films que serám os encarregados da realizaçom e Alba Gallego como montadora e editora.

Um projeto com intençom de participar em festivais de cinema documental e que umha vez termine o calendário de apresentaçons (aproximadamente julho de 2022) estará disponível em formato Creative Commons na rede.


PUBLICIDADE