Programa de TV dá a conhecer o Norte de Portugal e a Galiza



Uma parceria da Televisão da Galiza e a RTP junta a portuguesa Beatriz Gosta e o galego Xavier Varela no programa “Sem Fronteiras”. O programa vai passar por Ribeira de Pena, Vila Flor, Gerês, Ribadavia, Vimianzo, Castro Caldelas, entre outras localidades.

Castro Laboreiro, no Gerés. Portugal

Castro Laboreiro, no Gerés. Portugal

A estreia estava marcada para outubro, mas devido à pandemia da covid-19 foi adiada para dia 17 de janeiro (domingo), na RTP1. O programa “Sem Fronteiras” junta a apresentadora portuguesa Beatriz Gosta e o galego Xavier Varela e vai dar a conhecer algumas localidades galegas e portuguesas. À revista Fugas, e citada pelo jornal Público, Beatriz Gosta, nome artístico de Marta Bateira, relata que foi uma experiência “enriquecedora a todos os níveis”.

José Amaral, diretor-geral da SPi, produtora co-responsável pela produção do programa, juntamente com a RTP e a Televisão da Galiza (TVG), refere que o “Sem Fronteiras é a procura de uma portuguesa e de um galego, que trocam os seus países de origem” em busca “do que os une e do que os separa” e acrescenta que “o Norte de Portugal e a Galiza têm uma forte ligação. Nunca se percebeu até hoje como começou um e acabou o outro”.

“Sem Fronteiras é a procura de uma portuguesa e de um galego, que trocam os seus países de origem” em busca “do que os une e do que os separa”.

A caminhada começa por Ribeira (com a “incomparável” Ilha de Sálvora) e em Ribeira de Pena, com bosques e literatura. O programa vai ter 12 episódios e vai passar por: Riba de Ave, Baião, Vila Nova de Gaia, Ribeira de Pena, Vimioso, Vila Flor, Vieira do Minho, Póvoa de Varzim, Vale de Cambra, Ponte de Lima, Castro Laboreiro, Gerês, Ribadavia, Baiona, Vilanova de Arousa, Ribeira, Vimianzo, Vilalba, Salvaterra do Minho, A Pobra de Broulhón, Cambre, A Pontenova, Castro Caldelas e Xurés.

Diego Garcia

Diego Garcia

Diego Garcia é uma simbiose galego-portuguesa,da Mesquita e de Santa Comba de Dão.Passou a sua infância na Galiza, mas reside em Portugal, no distrito de Viseu, desde 2009. Tem muita curiosidade pela figura de Carvalho Calero e pelo reintegracionismo.
É deputado municipal no concelho de Carregal do Sal e dirigente distrital do Bloco de Esquerda. Está a licenciar-se em Estudos Europeus.
Diego Garcia

PUBLICIDADE