Laura R. Cuba publicará um novo poemário

A ex-diretora do PGL recebeu o accessit do certame de poesia erótica Illas Sisargas



Charo Pita, ganhadora da ediçom, e Laura R. Cuba, accessit, publicarám os livros no ano próximo.

Charo Pita, ganhadora da ediçom, e Laura R. Cuba, accessit, publicarám os livros no ano próximo.

O certame, convocado polo Concelho de Malpica e a Asociación Caldeirón difundia há uns dias atrás o resultado da prémio, em que resultou ganhadora desta ediçom a obra da corunhesa Charo Pita, com um poemário intitulado “O cuarto de Jane”. O jurado, formado por Paco de Tano, poeta e Presidente de Caldeirón, Leticia Naya Varela, concelheira de Cultura de Malpica e Medos Romero, ganhadora da anterior ediçom, escolherom esta obra por unanimidade, e ainda, decidirom também premiar com o accesit a obra “Rascamaceiras”, enviada por Laura Ramos Cuba.

Laura Ramos Cuba (Burela, 1993) é graduada em jornalismo e comunicaçom audiovisual pola USC e tem colaborado com diversos meios de comunicaçom. Foi a anterior diretora do Portal Galego da Língua e na atualidade é bolseira de comunicaçom no Parlamento de Galiza.
O poemário com que concorreu ao certame de poesia erótica Illas Sisargas foi apresentado em ortografia reintegracionista, segundo a autora declara para o PGL: “Há tempo que decidi ser consequente na minha prática diária com a minha conceiçom reintegracionista da normativa. Continua a ser difícil em vários âmbitos empregá-la livremente, por impedimentos formais ou pressons tácitas, mas na literatura podemos encontrar ilhéus como o certame das Sisargas, que permite expressamente na sua convocatória qualquer norma.”

Laura R. Cuba: “Há tempo que decidi ser consequente na minha prática diária com a minha conceiçom reintegracionista da normativa. Continua a ser difícil em vários âmbitos empregá-la livremente, por impedimentos formais ou pressons tácitas, mas na literatura podemos encontrar ilhéus como o certame das Sisargas, que permite expressamente na sua convocatória qualquer norma.”

Rascamaceiras é um diário “amatório” escrito desde o prazer, e segundo a poeta é um livro “mais feliz” que a sua anterior publicaçom, o poemário A situación actual do 2018 e premiado no certame Victoriano Taibo: “A situación actual recolhe muitos anos de escrita, e este é um fotograma breve, fresco, alegre. Ou isso espero!”, declara Laura.


PUBLICIDADE

  • Ernesto Vazquez Souza

    Que bom…

  • Mário J. Herrero Valeiro

    Magnífica notícia. Parabéns para a Laura!

  • Jose Carlos Silva

    Parabéns para Laura!!! A poesia é a mãe das Artes!!!!

  • Arturo Novo

    Como Malpicão de nascimento, sinto-me muito orgulhoso dos meus vizinhos pola sua tolerância normativa.