Junta da Galiza dá oito vezes mais dinheiro à imprensa em castelhano



subvenções imprensa dezembro 2015O Diário Oficial da Galiza (DOG) publica hoje, dia 28 de dezembro, as ordens que regulam as ajudas do Governo às empresas que realizam publicações periódicas escritas integramente em galego e às empresas jornalísticas e de radiodifusom (que, porém, apenas beneficiam os grupos de comunicaçom em castelhano). No total, ambas as duas linhas de ajudas públicas somam 1,87 milhões de euros, com umha repartiçom sensivelmente diferente segundo qual for a língua empregue.

Como em anos anteriores, os meios de comunicaçom que utilizam fundamentalmente o castelhano recebem umha quantidade de dinheiro muito maior que apeles que unicamente usam o galego. Nesta ocasiom, ao abeiro da convocatória para as publicações impressas em galego (nom aparecem categorias como a imprensa digital) fôrom concedidos 201.340,99 €, enquanto as empresas jornalística sem castelhano repartirám 1.669.066,62 €, umha cifra oito vezes maior.

Deste 1,87 milhões de euros, mais de um terço irá para um único grupo de empresas, o Grupo Voz (La Voz de Galicia e Radio Voz), que receberá 709.892,04 €. Segundo a repartiçom conhecida hoje, apenas cinco grupos empresariais concentarm as três quartas partes de todo este dinheiro: o referido Grupo Voz, junto à Prensa Ibérica (Faro de Vigo, La Opinión de A Coruña), Grupo Progreso (Diario de Pontevedra, El Progreso), La Capital (DXT Campeón, Diario de Arousa, Diario de Bergantiños, El Ideal Gallego) e Editorial Compostela (El Correo Gallego), juntos concentram três quartas partes de todas as subvenções à imprensa na Galiza.


PUBLICIDADE