José Luís Rodríguez nos trilhos da língua



Para inaugurar o ano Carvalho Calero, a Através Editora enceta o ano editorial a pensar no público interessado na sorte da língua galega com os  depoimentos de um dos protagonistas mais significativos: entre Rodrigues Lapa e Carvalho Calero está José Luís Rodríguez, triangulando uma história que determina o nosso presente e o do País.

José Luis Rodríguez fronte á casa de Carvalho Calero en Compostela.

José Luis Rodríguez diante da casa de Carvalho Calero em Compostela.

Jose Luís Rodríguez, professor da Faculdade de Filosofia e Letras, onde se licenciou, desde outubro de 1970, e depois da Faculdade de Filologia. Adjunto em 1979 e Catedrático em 1994, o prof. José Luís Rodríguez foi testemunha privilegiada duma época conturbada da Universidade e das políticas linguísticas propugnadas polas instituições académicas e políticas para a língua do País. A partir da Área de Filologia Galega e Portuguesa, na qual exerceu a docência e a investigação, mormente no campo da medievalística e do relacionamento galego-português, estabeleceu contactos, firmes e duradouros, com personalidades do momento tão marcantes como os também professores Ricardo Carvalho Calero, Manuel Rodrigues Lapa ou, ainda, Ernesto Guerra da Cal, figuras que amiúde protagonizam as páginas do presente livro.

Título: José Luís Rodríguez, nos trilhos da língua
Data de impressão: janeiro 2020, 1ª edição
Edita: Através Editora
Género: Memórias
Descrição: 202 páginas, 14 x 21 cm
Encadernação: brochado
Coleção: Através de Nós, 19
Diagramação: Lene Yong-Jae
Capa: Miguel Durán
ISBN: 978-84-16545-39-1
Depósito legal: C 2382-2019

 


PUBLICIDADE

  • https://pglingua.org/index.php abanhos

    Leitura amena e bem recomendável.

  • Joám Lopes Facal

    Memórias imprescindíveis de um professor exemplar ao qual o acaso e a honestidade persoal premiárom com a amizade de Carvalho e Guerra da Cal no combate cívico polo galego reabilitado.
    A compostura clássica da ortografia eleita para o seu depoimento é um aliciente acrescentado ao livro.
    A meu reconhecimento ao estudioso de Airas Nunes e exemplo de coragem acadêmico.
    Saúdo, mestre!