Partilhar

IKFEM Festival transforma a Ponte Internacional Valença-Tui numa Mostra Criativa e Enogastronómica

A 12.ª edição do IKFEM Festival apresenta em Valença e Tui espetáculos únicos, de 17 a 21 de julho. Um dos momentos altos do evento transfronteiriço acontece no sábado, dia 20, entre as 11h30 e as 21h30, na Ponte Internacional que voltará a estar fechada ao trânsito para receber a Mostra Criativa e Enogastronómica, de acesso gratuito.

Ao longo dos cerca de 400 metros da ponte estarão 30 stands de gastronomia e artesanato representativos do melhor de Portugal e Espanha, produtos de excelência para degustar e comprar. Haverá ainda lugar a show cookings com reputados chefs de cozinha, a anunciar em breve.

Ao longo do dia 20, a Ponte Internacional será ainda animada com concertos do pop ao flamenco, da electrónica ao jazz, numa parceria do IKFEM Festival Tui-Valença com a AIE (entidade espanhola de Gestão dos Artistas Intérpretes ou Executantes de Música) e a Associação Portuguesa D’Orfeu. A representar Portugal estarão Sara Cruz, cantora e compositora com influências folk-pop; Anna Setton, cantautora e violinista brasileira, residente em Lisboa, que combina jazz com bossa nova; e María Café, do alto dos montes de Amiais às ondas do mar das praias de Ílhavo, com música pop. Do lado espanhol, Magalí Datzira, contrabaixista, cantora e compositora de Barcelona, com influências jazz, funk e pop electrónico; Javier Idoipe com o seu acórdeão, o piano e a guitarra, acompanhados pela electrónica; e o guitarrista flamenco, Marcos de Silva.

Até 7 de julho está aberta a convocatória para a Mostra Criativa a ter lugar na Ponte Internacional. Circo, dança, poesia, teatro, pintura, e demais artes podem participar no dia 20 de julho nesta mostra pensada para promover o talento e o empreendedorismo português e galego. A AECT Galicia-Norte de Portugal vai distinguir o melhor projeto com o prémio “Talento Eurorregião 2024”, uma escultura da artista galega Ch Sueiro.

No dia 20, a animação continua na Alameda de Santo Domingo de Tui com o concerto inédito de dois pianos, com Chano Domíguez e Mario Laginha, às 22h30 (hora espanhola). “Puro jazz ibérico” reúne estes dois ícones da geração mais internacional do jazz ibérico. Os bilhetes têm um preço simbólico de 5€ e estão à venda on-line em www.ikfem.com.

Música e partilha de experiências

Como referido, o IKFEM Festival realiza-se de 17 a 21 de julho, na Eurocidade Valença-Tui. Da programação fazem parte concertos de Salvador Sobral & Marco Mezquida (17)María Hinojosa & Trío Preseli (18)Jorge Palma & Orquesta Sinfónica Eurorregión (19)Coro da Orquestra Sinfónica da Galiza (21). A Orquesta RTVE & Marta Menezes atuam dia 6 de setembro.

Conhecido ponto de encontro e de troca de experiências, o Balcão IKFEM recebe músicos e convidados para discutir diversos temas, nomeadamente: “Música para compartilhar na fronteira” com o maestro e diretor musical Cesário Costa; “Malas para a Eurovisão: Lisboa e Barcelona” com Salvador Sobral e Marco Mezquida; “Construindo pontes, uma visão arquitectónica” com o engenheiro e professor catedrático Carlos Nárdiz Ortiz; “Vozes de referência da atual composição galega e portuguesa” com o maestro António Victorino d’Almeida e o compositor galego Fernando Buide; “Que momento vive a indústria musical em Espanha e Portugal?” com Carlos Pastor, diretor do Fondo Asistencial y Cultural, e Gonçalo Oliveira, em representação da Associação Cultural d’Orfeu; e “Marca ibérica: jazz, flamenco e fado” com Mário Laginha e Chano Domínguez. Participação aberta e de acesso livre.

Novidade na edição deste ano é o projeto CaixaSon, com o apoio da Fundação “la Caixa” – BPI, pensado para promover a cooperação estratégica entre o Norte de Portugal a Galiza. Uma iniciativa bianual (2024-2025) de âmbito social que promove a cultura acessível e inclusiva.

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, no Festigal, o 25J em Compostela

Scarpaccia de cabacinha

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”