Galiza e outros territórios lusófonos, novidades para o Prémio Literário Glória de Sant’Anna 2015



O Prémio Literário Glória de Sant’Anna englobará para a sua 3ª edição, em 2015, não apenas os países de língua portuguesa mas também todas as regiões lusófonas. Acrescenta-se assim na elegibilidade ao prémio os territórios da Galiza, Macau, Goa, Malaca e outras zonas do espaço lusófono.

Em representação da família de Glória de Sant’Anna e entidades patrocinadores, o Mestre Rui de Paes comenta que «a língua permanece como elo de ligação entre lugares dispares» e que lhe parece natural que o prémio «passe também a incluir as regiões lusófonas e reconheça a importância cultural coletiva e as ligações históricas de todo o espaço Lusófono».

O Prémio Literário Glória de Sant’Anna foi instituído em 2012 em memória da poeta e prosista Glória de Sant’Anna (Lisboa, 1925 – Válega, Ovar, 2009), que viveu em Moçambique de 1951 a 1974. O galardão tem o valor de três mil euros e é destinado ao autor ou autora do melhor livro de poesia em língua portuguesa.

Em edições anteriores o prémio foi concedido a dois escritores moçambicanos, Eduardo White, que venceu em 2013 com a obra O Poeta Diarista e os Ascetas Desiluminados, e Gisela Ramos Rosa, que venceu em 2014 com a obra Tradução das Manhãs.


PUBLICIDADE

  • http://www.isabelrei.com Isabel Rei Samartim

    Genial! Pois venham mais cinco!