Partilhar

Estudantes de Outes trabalham sobre as ligações de Fernando Pessoa com a Galiza

O alunado de 4ºESO do IES Poeta Añón de Outes, fez um ateliê OPS de português, foi de viagem de estudos a Lisboa e até solicitou no pleno da câmara municipal o nome do escritor português Fernando Pessoa, que acabou sendo executado, com a inauguração da senda pedonal na vila.

Esta iniciativa é fruto do projeto educativo “De Outes a Lisboa com Fernando Pessoa” promovido polos departamentos de Língua Galega e História, dirigidos polas professoras Maruxa Caamaño e Susana Álvarez com o propósito de investigar a história local.

Ainda que Fernando Pessoa nom nascesse no nosso país, a sua relaçom com a Galiza está documentada, e não é apenas literária ou linguística, mas também genealógica: um tataravó dele, Caetano Dionisio de Lens, era natural de Outes, conforme à investigaçom realizada por Carlos Quiroga no seu livro “Raízes de Pessoa na Galiza”, publicada em Através Editora.

Um tataravó de Fernando Pessoa, Caetano Dionisio de Lens, era natural de Outes, conforme à investigaçom realizada por Carlos Quiroga no seu livro “Raízes de Pessoa na Galiza”, publicada em Através Editora.

A ascendência de Pessoa serviu de pretexto para o as alunas e alunos indagarem sobre a emigraçom galega a Portugal, nomeadamente cara a região do Douro e Lisboa, um fenómeno migratório pouco conhecido mais muito fluído a partir do S. XVIII. Portanto, a petiçom do alunado também serviria de homenagem para todas aquelas pessoas galegas e outenses que partiram cara a Portugal, ben por motivos políticos ou económicos, como foi o caso do poeta Francisco Añón ou como o próprio ascendente de Pessoa.

O projeto, que nom só incluiu un obradoiro de língua portuguesa (Ops!), mas também umha visita a Lisboa, foi inspirado no espírito da Lei Paz Andrade; lei que pretende fomentar os vínculos com a Lusofonia mediante o impulso da língua galega num contexto internacional, tal como se recolhe também no currículo educativo da ESO.

Finalmente, esta intervençom educativa alinha-se com a chamada aprendizagem por serviço, que persegue que o trabalho académico das aulas incida na comunidade local graças ao compromisso do estudantado em assuntos que promovam o bem comúm.

Aqui pode consultar-se a coleçom de vídeos sobre este projeto: https://sites.google.com/view/de-outes-a-lisboa-com-fernando/inicio

Esta foi a participaçom do alunado no pleno municipal:

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, no Festigal, o 25J em Compostela

Scarpaccia de cabacinha

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”