Partilhar

Clara Corbelhe lança coleção de Ensaio Crítico Galego em parceria com a editora Laiovento

O espaço de produção crítica Clara Corbelhe e a histórica editora Laiovento lançam em parceria a “Coleção Clara Corbelhe de Ensaio Crítico Galego” para ampliar o catálogo de pensamento e investigação crítico na Galiza. A coleção nasce aberta a proposta à comunidade científica, à pesquisa independente e aos movimentos sociais.

A coleção está aberta a receber propostas, sempre que desenvolvam uma hipótese crítica inovadora. Na sua web há uma guia para quem quiser publicar na coleção, que não discrimina por escolha ortográfica.

A Coleção Clara Corbelhe de Ensaio Crítico Galego quer contribuir para a renovação do pensamento emancipatório da Galiza promovendo hipóteses analíticas, ferramentas metodológicas e casos de estudo ainda inexplorados no nosso entorno.

Oferecendo às autoras um processo eficiente fundamentado na avaliação científica responsável, a Coleção Clara Corbelhe de Ensaio Crítico Galego quere facilitar a relevância social da produção investigadora em ciências sociais e humanidades na Galiza, assim como aumentar a bibliodiversidade e a pluralidade de enfoques e leituras críticas da realidade.

Eis os princípios que guiam a Coleção Clara Corbelhe de Ensaio Crítico Galego.

Excelência Editorial – Fazendo parte da rica herança de Laiovento, a Coleção Clara Corbelhe de Ensaio Crítico Galego sustenta-se no labor editorial de um Conselho de Redação autónomo, formado por um grupo interdisciplinar de acadêmicas e ativistas de longa experiência no âmbito da investigação em ciências sociais e humanidades e na produção e revisão coletiva de textos com vocação transformadora.

Compromisso com a qualidade e revisão por pares – Todas as publicações de Clara Corbelhe são submetidas a uma rigorosa revisão por pares, rápida e responsiva. As propostas e manuscritos submetidos serão sempre considerados com a máxima atenção por parte do Conselho de Redação, fornecendo jeitos de crítica construtiva e propositiva às autoras.

Diálogo social – Clara Corbelhe procura oferecer um suporte estratégico para as publicações obterem a maior visibilidade na esfera pública, facilitando o diálogo com movimentos sociais ou organizações locais relevantes.

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, no Festigal, o 25J em Compostela

Scarpaccia de cabacinha

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Diego Garcia apresenta o seu primeiro conto no Concelho de A Mezquita o próximo 5 de agosto

Antônio Torres: “Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que espontaneamente se apresentaram para participar da Leitura Continuada, como o presidente da Academia Carioca de Letras, Sérgio Fonta, a escritora Lilian Fontes, a atriz Beth Goulart”