Partilhar

A campanha de dinamizaçom da língua, #aquitaménsefala alarga-se por dúzias de centros de ensino

Após o sucesso do projeto do IES Rafael Dieste com a campanha que encheu as montras de mais de 500 lojas da Corunha com a mensagem “Aquí tamén se fala galego”, da que já informamos há uns meses neste Portal, nasce agora umha ambiciosa ampliaçom do projeto que tem por vontade a de se converter na maior campanha de dinamizaçom linguística realizada ativamente pola mocidade galega.

A campanha conta agora com web própria: aquitamensefala.com e com perfis próprios em youtube, instagram e tiktok e será desenvolvida por mais de 600 moços e moças coordenados por arredor de vinte professoras e professores, de diferentes centros de ensino.

A campanha será desenvolvida por mais de 600 moços e moças coordenadas por arredor de vinte professoras e professores, de diferentes centros de ensino, que continuam a aderir.

Fruto da cooperaçom do IES Rafael Dieste da Corunha com meia dúzia de centros aos que nom param de aderir novos: CIFP Universidade Laboral (Culheredo), IES Luís Seoane (Ponte Vedra), IES da Ilha de Arouça, IES Coruxo (Vigo), IES de Mos, CPI Castro Baxoi (Minho), IES Poeta Díaz Castro (Guitiriz), IES Primeiro de março (Baiona) ou IES de Oroso entre outros.


Carme Saborido: “A leitura continuada pode ser um impulso para mais pessoas fazerem outro tipo de consumo cultural que considere a lusofonia como um meio para atingir um fim: viver em galego”

A poesia de Rosalía e Luz Pozo em japonês

Alcachofras assadas

Alexandre Banhos: “A Lei Paz-Andrade é absolutamente desconhecida da administração galega, deu pouco de sim, poderia vir a dar no futuro”

Antonio de la Iglesia: Um polímata reintegracionista

Mercedes Rosón: “Nélida Piñon gera muito interesse, pola sua obra e polo seu vínculo com o nosso país, porque ela é também nossa’

Carme Saborido: “A leitura continuada pode ser um impulso para mais pessoas fazerem outro tipo de consumo cultural que considere a lusofonia como um meio para atingir um fim: viver em galego”

A poesia de Rosalía e Luz Pozo em japonês

Alcachofras assadas

Alexandre Banhos: “A Lei Paz-Andrade é absolutamente desconhecida da administração galega, deu pouco de sim, poderia vir a dar no futuro”