Rocio Candales: “Assim como em Língua, é necessária umha mudança em todas as disciplinas, em que é difícil encontrar referentes próprios”



photo1649582877

foto de Séchu Sende

Em 2021 fijo 40 anos desde que o galego passou a ser considerada língua oficial na Galiza, passando a ter um status legal que lhe permitiria sair dos espaços informais e íntimos aos que fora relegada pola ditadura franquista. Para analisarmos este período, estivemos a realizar ao longo de todo 2021 umha série de entrevistas a diferentes agentes. Agora que já estamos em 2022, queremos continuar a refletir sobre isto, mas com foco num âmbito em particular de importância estratégica: o ensino.
Hoje entrevistamos a professora do ensino primário em Compostela, Rocio Candales.

Que avaliaçom fás dos resultados do ensino do galego após 40 anos como matéria troncal?
No início foi um passo importante, mas nom se avançou na implementaçom de novas estratégias. O galego como matéria troncal é insuficiente. Nom serve para o objetivo de manter as crianças na língua galega nem para o de ganhar novas falantes.

E da presença do galego como língua veicular no ensino público?
A língua galega nom é veicular nos centros. A presença da língua neles depende unicamente da vontade pessoal e da militância do professorado envolvido. É necessária umha regulamentaçom clara da presença do galego nas escolas e da formaçom obrigatória e de qualidade para o professorado e para as demais pessoas trabalhadoras dos centros.

Achas que esta presença guarda relaçom com a sua presença como língua ambiental nos centros educativos?
O galego apenas é língua ambiental nalguns centros das zonas rurais (e neles cada vez menos), e a sua manutenção como tal depende sempre do voluntarismo das pessoas que trabalham nas escolas.

Pensas que deveria mudar alguma cousa no ensino da matéria de Língua Galega e Literatura?
A matéria de Língua Galega deveria mudar e incluir conteúdos obrigatórios relativos à situaçom atual do país, com especial atençom para a música, videojogos, apps e outras manifestaçons culturais similares. Como muitos desses recursos estám disponíveis em português, o português deveria igualmente ser incluído. Assim como na matéria de Língua Galega, é necessária uma mudança também nas demais disciplinas, em que é difícil encontrar referentes próprios. É perfeitamente possível estudar numha escola galega e receber os mesmos conteúdos que numha escola de Toledo ou Burgos.

A matéria de Língua Galega deveria mudar e incluir conteúdos obrigatórios relativos à situaçom atual do país, com especial atençom para a música, videojogos, apps e outras manifestaçons culturais similares. Como muitos desses recursos estám disponíveis em português, o português deveria igualmente ser incluído.

Qual deve ser o papel do português no ensino? Ampliar a sua presença como segunda Língua Estrangeira? Ser lecionada dentro das aulas da matéria troncal de galego? Ambas?
O português devia estar presente no ensino desde o infantil e primário. O modelo a seguir é o reintegracionismo, que permite o achegamento entre o galego e o português.

Pensas que implementar linhas educativas diferenciadas (uma com imersom linguística em galego) poderia ser útil para o galego voltar aos pátios?
Sei que é utópico, mas a única maneira para o galego voltar aos pátios é implementar umha só linha, a de imersom linguística. Implementar duas linhas (umha com imersom) seria uma grande ajuda, mas nom vai resolver o problema. É ainda necessária umha rede social fora da escola, no seio da qual as crianças podam utilizar com normalidade a sua língua.

Que papel atribuis ao modelo educativo inaugurado polas escolas Semente?
O modelo das escolas Semente é uma referência nom só a nível linguístico, mas também quanto à formaçom integral das crianças na cultura do país. A nível linguístico, é o único modelo que garante que as crianças galegofalantes se mantenham na sua língua e a conquista de novas falantes provenientes de ambientes hispanófonos. O sucesso assenta na imersom linguística e na utilizaçom do galego internacional. Um fator mui importante para o êxito das escolas Semente é a rede social que as sustenta e que sai do âmbito escolar. Esta circunstância fai com que as crianças vivenciem a utilidade do idioma fora do ambiente académico e valorizem a cultura própria como fonte de  divertimento.


PUBLICIDADE