MJ Pérez estreia um novo single baseado num poema de Ricardo Carvalho Calero



portadafinal_nemA cantautora arzuá recupera a sua cançom “Nom existe a morte”, para passar polo estúdio de gravaçom e apresentar-nos umha nova versom evolucionada da maquete com a que foi finalista do concurso “Musicando Carvalho 2020”.

Logo do desenlace do concurso, a cantautora decide levar o tema igualmente ao estúdio porque “sentia que tinha algo pendente”. E assim é, agora lança este novo single que cobra maior força com umha terceira pata: o audiovisual, dado que a autora apresenta também um videoclipe que completa e enfatiza a mensagem do poema através de umha forte aposta pola imaginaçom, a ediçom e a animaçom.

O conceito
Desde um primeiro momento, MJ escolhe este poema porque encontra umha mensagem com a que se identifica: Carvalho fai umha reflexom sobre o passo do tempo. A partir de aqui a cantautora desenvolve umha composiçom musical que tenta acompanhar e apoiar a mensagem do poema, escolhendo as transiçons, jogando com a intensidade e com a narraçom, deixando espaços para a música, etc. Esta é a ideia inicial com a que MJ realiza e apresenta a maquete para o concurso “Musicando Carvalho 2020”.

A música
MJ trabalha em diferentes arranjos a partir da maquete inicial, entre eles incorpora um beat de percussom na qual o bombo cobra especial importância simulando os latejos do coraçom desde o começo até o fim do tema. A combinaçom de guitarras e diferentes sons e cores som o ingrediente principal desta nova versom. A particularidade deste single é que foi gravado em solitário por MJ sob a produçom de Iago Blanco em Drum&Roll Studios.

O videoclipe
Com esta nova versom musical baixo e com a complicaçom de rodar em tempos de pandemia, MJ cria um videoclipe onde tira mais de criatividade do que de artifícios: aposta na técnica de silhuetas em movimento com vídeo integrado. Depois de um longo processo de ediçom e postproduçom, chegamos ao resultado de umha peça audiovisual que combina a gravaçom, com a animaçom e o lyric, pois a letra do poema está presente ao longo de toda a peça.

Este videoclipe conta com a colaboraçom especial de Laura Romero (Músicas Galegas Ilustradas, Ferreñas e Rock& Roll) na ilustraçom e rotoscopia.

Ante a impossibilidade de contar com ninguém para colocar-se diante da câmara, MJ interpreta a cançom a contraluz e, posteriormente, enfatiza a mensagem do poema e da cançom através da ediçom de vídeo, combinando diferentes imagens, elementos e cores que som verdadeiro um percorrido visual através do poema.


PUBLICIDADE

  • https://pglingua.org/index.php abanhos

    É uma cantante muito boa, e tem uma voz que se ouve como se fosse veludo a acariciar a nossa pele, com algumas aranhazinhas empoleantes.
    Escuta-la seguido acaba sendo como atear um fogo.