Todos os artigos de Alejandro Dayán

Estudou Ciência Politica, Tradução e Comunicação Intercultural em varias universidades europeias e trabalhou como gestor de projetos linguísticos na industria da comunicação intercultural. Após obter uma bolsa de pesquisa na Universidade Heriot-Watt de Edimburgo este ano, combina a docência da tradução, sociolinguística e comunicação intercultural com o seu labor de pesquisador desenvolvendo um projeto de doutoramento baixo a supervisão da Professora Bernadette O’Rourke. O projeto vem a encher um valeiro no estudo de comunidades com línguas, culturas e identidades menorizadas e um legado histórico de emigração que se assentam em países hegemónicos por raçoes económicas e estabelecem certas dinâmicas linguísticas, culturais e identitárias – o caso da diáspora galega em Londres conforma o foco deste estudo. Além disso, Alejandro tem especial interesse na situação sociolinguística e sociopolítica doutras nações sem Estado da Europa como a Catalunha, o País Basco ou a Escócia, onde reside. Apoia varias organizações em defessa da língua galega, entre elas a AGAL, da que é socio, e advoga pela coabitação das duas normas galegas, ‘oficialista’ e ‘reintegracionista’, como única solução factível para lhe dar vida à língua.