Percurso “A Lisboa mais galega” acontece no dia 14 de maio

Carlos Callón, Alberte Campos e Diego Garcia serão os oradores do percurso que recorrerá vários locais icónicos da capital portuguesa.



Em Lisboa, irão realizar-se várias atividades no âmbito do Dia das Letras Galegas de 2022. Concerto dos FALUA, um roteiro circular por locais icónicos da capital portuguesa que trazem história aos galegos e a apresentação do livro “Galiza e(m) Nós”, entre outras.

whatsapp-image-2022-05-09-at-17-11-01Durante os próximos dias, em Lisboa, irão ser realizadas várias atividades enquadradas no Dia das Letras Galegas de 2022, em homenagem a Florêncio Delgado Gurriarán. A organização é da responsabilidade do Centro de Estudos Galegos da Universidade Nova de Lisboa, Juventude da Galiza em Lisboa, o Coletivo Au! e da Junta da Galiza.

O Coletivo Au!, em homenagem aos galegos que acordavam as ruas de Lisboa no século XVII com os barris de água às costas, será o responsável por guiar o percurso pedestre “A Lisboa mais galega”, que será realizado no dia 14 de maio, às 16:30h, com início no Centro Galego de Lisboa.

Carlos Callón, Alberte Campos e Diego Garcia serão os oradores do percurso que recorrerá vários locais icónicos da capital portuguesa que também têm um pouco da história da Galiza, entre eles: A própria sede da Juventude da Galiza, a Ginjinha da Espinheira, o Teatro Dona Maria, Café Gelo, Largo do Carmo e o Hotel Mundial, entre outros locais.

No dia 12 de maio, às 14h, acontece o obradoiro de música e dança tradicional galega, no Pátio da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Nova de Lisboa, sob a responsabilidade de Kalee Rose e Antón Garcia.

Na sexta-feira, dia 13, às 18:30h, uma conferência irá falar sobre Florêncio Delgado Gurriarán, na sede da Juventude da Galiza, guiada por Mário Regueira.

No dia do percurso “A Lisboa mais galega”, no dia 14, também irá realizar-se um concerto dos FALUA, na Juventude da Galiza.

No próprio Dia das Letras Galegas, dia 17 de maio às 18h, uma aula aberta vai dissertar sobre “A literatura infantil e juvenil galega desde 1978”, na Juventude da Galiza, sob a responsabilidade de Daniel Fiaño.

Por fim, no dia 20 de maio às 18h, será apresentado o livro “Galiza e(m) nós: estudo para a compreensão do relacionamento cultura galego-português”, no auditório da FCSH e com os oradores Marco Neves, Paula Godinho e Antón Rodríguez.

280294110_10220845898558562_3315250710622959581_n

Diego Garcia

PUBLICIDADE