Museu cria programação virtual para comemorar dia da Língua Portuguesa

As transmissões serão feitas pelas redes sociais



museu-lingua-portuguesa-2020As comemorações do Dia Internacional da Língua Portuguesa 2020, para o Museu da Língua Portuguesa, de São Paulo, começam já no dia 3 de maio, domingo, e se estendem até o dia 5, com uma programação totalmente transmitida pelas redes sociais Facebook e Youtube, sempre a partir das 15 horas, no horário de Brasília.

Trata-se da primeira comemoração como Dia Internacional, uma vez que a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) declarou, em novembro de 2019, o dia 5 de maio como Dia Mundial da Língua Portuguesa, mediante proposta de todos os países lusófonos.

Será uma comemoração diferente, totalmente on line, devido a pandemia e às restrições necessárias da quarentena. Por outro lado, as transmissões via WEB possibilitarão a internacionalização das comemorações, permitindo a divulgação da Língua Portuguesa para além da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Na programação estão variadas atrações como música, apresentação de poesia falada (conhecida no Brasil como ‘slam’), literatura, contação de histórias, oficina e bate-papos. Entre elas estão uma performance de dança gravada dentro do museu vazio; apresentação da dupla portuguesa Fado Bicha;  o ‘slam’ será conduzido por Roberta Estrela d’Alva com poetas do Brasil, Cabo Verde e Portugal.

E, seguindo a tendência desses dias de pandemia, ocorrerão as lives Conexão Musical, que acontecerão nos três dias, e terão discotecagem do escritor e músico Kalaf Epalanga (Angola), da cantora Lenna Bahule (Moçambique) e do músico Hélio Ramalho (Cabo Verde), com a interlocução do pesquisador brasileiro Rafael Galante.

O dançarino Eduardo Fukushima apresenta a performance “Silêncio”, gravada nas instalações do Museu da Língua Portuguesa, totalmente vazio e silencioso.

Entre as atrações da programação, serão oferecidos os interprogramas, que são:

Peripécias Poéticas – São pequenos vídeos de poesia vividos por atores de diversos países que falam português, como Guiné-Bissau, Moçambique, Brasil, Portugal e São Tomé e Príncipe. A curadoria é do FESTLIP – Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa

Cartas de um outro tempo – Projeto da Revista Pessoa, “Cartas de um outro tempo” capta a realidade dramática imposta pelo coronavírus, com a experiência do confinamento, medos e relações com o outro e o mundo. Cerca de 12 autores lerão, em vídeo, suas cartas.

Pontes de Leitura – A partir do Clube do Livro do professor moçambicano Nataniel Ngomane, leitores compartilham com o público do museu trechos de seus livros favoritos.

A programação completa está no sítio do Museu da Língua Portuguesa

José Carlos da Silva

Desde 2008, José Carlos da Silva é correspondente do PGL no Brasil. Residente em Campinas (São Paulo), é produtor cultural e periodista. Como produtor cultural trabalha pela difusão da cultura caipira, que tem na viola de 10 cordas, sua maior expressão.

Latest posts by José Carlos da Silva (see all)

 


PUBLICIDADE