MinC e TV Brasil lançam editais com países de Língua Portuguesa



A Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e TV Brasil, em parceria com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) lançaram dois editais para seleção de projetos de documentários e telefilmes de ficção – DOCTV II e FICTV. Os editais foram apresentados no dia 7 de agosto, na Casa de Angola, em Salvador, Bahia.

O Programa CPLP Audiovisual tem o objetivo de fomentar a produção e a teledifusão de conteúdos audiovisuais entre os países lusófonos. Estes editais serão lançados também em Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

As inscrições para o DOCTV II e FICTV I no Brasil estarão abertas de 07/08/15 até 31/10/2015.

O secretário do Audiovisual do MinC, Pola Ribeiro, destaca a importância desse programa como uma oportunidade que o Brasil tem de dialogar cada vez mais com os países de Língua Portuguesa. “É preciso valorizar a diversidade da Língua Portuguesa nessa composição do jogo mundial entre as nações. Ter países tão diferentes faz com que esse projeto ganhe uma dignidade muito forte, exatamente pela singularidade de cada país. Vamos colocar as nossas histórias, os nossos cotidianos nos processos narrativos, nos telefilmes e, também, nos processos documentais”, ressalta.

Sobre a participação do Brasil, Pola informa: “São apenas dois projetos para o Brasil, mas com uma importância muito grande, e outros virão a partir daí. Esse é um projeto carro-chefe, para levar outros conteúdos em Língua Portuguesa para circular nos países”, explica.

O CPLP Audiovisual desenvolve-se em três eixos programáticos: DOCTV CPLP II, FICTV CPLP I e Nossa Língua I. O DOCTV CPLP II, de fomento à produção e à teledifusão, prioriza ações de capacitação, coprodução e teledifusão de documentários a partir de um modelo de operação em rede, por meio do qual cada país participante coproduza um documentário nacional e as respectivas emissoras de televisão promovam sua teledifusão.

Esta edição busca selecionar nove projetos inéditos de documentários de 52 minutos, com orçamento de € 50 mil cada, que ofereçam uma visão contemporânea das realidades sócio-político-culturais dos Estados Membros da Comunidade.

Informações e edital completo aqui.

 


PUBLICIDADE