Partilhar

Diego Bernal falará sobre os Apelidos da Galiza, de Portugal e do Brasil hoje na Corunha

Hoje, sexta-feira dia 3 de março às 19.30 na Corunha, no local da Asociación Cultural Alexandre Bóveda (Rua Santo André, 36, 1º, Edificio do Circo de Artesáns), Diego Bernal desenvolve umha palestra sobre os apelidos de Galiza, Portugal e Brasil, investigaçom na que se baseou o seu livro Apelidos da Galiza, de Portugal e do Brasil, editado por Através. Este trabalho é um dos mais recentes e extensos estudos sobre a onomástica galega. O ato será apresentado por Maurício Castro.

Bernal convida a um ato dinámico, no que o público será protagonista e no que debulhará o significado dos apelidos das pessoas assistentes e exporá curiosidades da sua etimologia.

Diego Bernal Rico (Lugo, 1982) é mestre en Filoloxía Galega pola UdC e pós-graduado pola Universidade Nova de Lisboa. Deu aulas en varias universidades brasileiras e na atualidade é profesor da Escola Oficial de Idiomas Jesus Maestro de Madrid. É autor do conto A estória do Apalpador, O carvoeiro mágico do Courel (2011) e do ensaio Português do Brasil. O galego tropical (2020) e co-autor do Dicionário Visual Através (2019). Com Valentim Fagim coordenou o volume Remédios para o galego (2017) e com Xoán Lagares publicou a seleçom de artigos linguísticos de Ricardo Carvalho Calero, Antologia de textos para pensarmos a língua. Umha proposta didática (2020).

Garavanços com espinafres

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”

O Colexio de Xornalistas anuncia nova edição do Prémio ‘Somos Esenciais’

Inauguração da exposição “Sonhar a Palavra Liberdade” no Camões – Centro Cultural Português em Vigo

Garavanços com espinafres

AGAL e ABL anunciam leitura pública continuada d’A República dos Sonhos em Santiago de Compostela e no Rio de Janeiro

Notas sobre a épica: a propósito d’Os Lusíadas e o feudalismo ibérico

Conversa com Susana Arins na biblioteca Municipal José Saramago, de Compostela, arredor da sua obra “Seique”