TSXG obriga o governo espanhol a permitir a concentraçom em defesa do nome da Toja convocada pola Mesa



O Tribunal Superior de Justiça da Galiza (TSXG) resolveu a favor do recurso interposto pola Mesa pola Normalización Lingüística contra a decissom da subdelegaçom do governo espanhol em Ponte Vedra de proibir a denúncia pública da deturpaçom do nome da Toxa na quarta ediçom do “Foro La Toja”.

O TSXG obriga assim o governo espanhol a permitir a concentraçom que se celebrará amanhá quinta-feira, 29 de setembro, às 19h no paseio do Mar da Ilha da Toja, tal e como propugera a policía local de Ogrove no seu momento.

A Mesa pola Normalización Lingüística lamenta “o talante pouco democrático dos representantes do governo espanhol na Galiza, optando por limitar os direitos civis e linguísticos”. O presidente da entidade de defesa da língua, Marcos Maceira, afirma que esta resoluçom põe em evidência o ánimo da delegaçom do governo na Galiza de “fazer calar a quem defende o exercício dos direitos civis e linguísticos, enquanto ampara quem os incumpre”.

A Mesa insta a delegaçom do governo a garantir os direitos linguísticos e civis em toda a administraçom do Estado e no comportamento dos seus representantes no lugar de usar a proibiçom e as sanções contra quem exerce estes direitos. “Se a Delegaçom do Governo quer impedir manifestações como a ganhada diante do TSXG”, remata Marcos Maceira, “só tem que agir com algo mais de diligência à hora de garantir o uso do galego em organismos como Fazenda, Segurança Social, serviço de emprego, forças de segurança ou TVE”.


PUBLICIDADE