Sara F. Costa, vencedora do Prémio Literário Glória de Sant’Anna

Editora Labirinto publica 'A Transfiguração da Fome', obra premiada nesta sétima edição do certame internacional



sara f costa

O júri do Prémio Literário Internacional Glória de Sant’Anna 2019 acaba de nomear a autora Sara F. Costa como vencedora do certame. A portuguesa já tinha integrado a Lista Final no ano 2017 através da Editora Ancora. Oprémio –3.000 euros e uma gravura original de um retrato de Glória Sant’Anna, obra de Rui Pais– será entregue à ganhadora no dia 25 de Maio num ato na Capela de São Gonçalo, em Válega. O evento contará com um recital dos poemas premiados, atuação musical de Eric&Ana e venda de livros de poesia das editoras finalistas.

Esta edição, as obras finalistas são das autoras Isabela Sancho, Sofia Ferrés, Ana Horta, Eduardo Quina, Victor Oliveira Mateus, João Luís Barreto Guimarães, António Cabrita e Mbate Pedro. Por outro lado, o júri esteve formado por Jacinto Guimarães (Jornal de Válega, Portugal), Teresa Moure (escritora, Galiza), Nataniel Ngomane (professor, Moçambique), Andrea Paes (Ourives, Portugal), José Luís Porfírio (crítico de arte, Portugal). Moure destaca as seguintes questões sobre a obra premiada:

« […] A fome transfigura-se em ciclos repetidos, que evocam a filosofia chinesa, bem recebida nestas latitudes sempre que seja uma convidada bem-comportada, que apenas aprimore a cartografia do habitual, sem nos interrogar no profundo. Porém, a autora permanece fiel ao seu objetivo e, ao orientalizar as suas imagens, sabe que não pode exceder-se, que o seu objectivo deve concentrar-se no essencial: tornar-se denso aí. Essa maneira em que a voz poética se controla, se autolmita contribui para a leitura ganhar em detalhes preciosos, em infinitos matizes, porque “o outro lado do mundo é igual ao outro lado do mundo”. A transfiguração da fome é, acho eu, uma homenagem à palavra certa, essa que procuramos apenas para evocar o tu após termos derrubado todos os impérios»

A autora, Sara F. Costa, nasceu em Oliveira de Azeméis no ano 1987. Atualmente trabalha como mestra em Estudos Interculturais Português-Chinês na Universidade de Minho e a Universidade de Línguas Estrangeiras de Tianjin (na China). Antes deste certame, foi ganhadora em vários prémios literários a nível nacional. Escreveu outros livros de poesia como A Melancolia das Mãos e Outros RasgosUma Devastação Inteligente e O Sono Extenso.

O Prémio Literário Glória de Sant’Anna é organizado pelo Grupo de Acção Cultural de Válega (GAC) em colaboração com a Família de Glória de Sant’Anna, a Câmara Municipal de Over, a Junta de Freguesia de Válega, o AquaHotel Ovar, o Jornal de Válega, Harald Nilsson AB, Margarida Gracias, Luís Loforte, Roque Loforte e Edmundo Galiza Matos.


PUBLICIDADE