Digressão galega do rapper são-tomense Pekagboom



cartaz-bueu

O Beco da Língua, associação cultural de alunxs e ex-alunxs de português da EOI de Ferrol, e em colaboração com outras associações e espaços culturais da Galiza trazem o novo artista são-tomense Pekagboom em digressão pelo pais. O artista estará acompanhado pelo DJ Kosme e o também raper Umano “para fazer-nos gozar dos seus sons frescos e reivindicativos sobre a vida dos jovens no país africano, e fora, com todas as suas influências, dificuldades, idiossincrasias… “. A primeira atuação será hoje às 20 horas no Festival Português Perto, em Ourense.

Na sexta-feira 5 de Abril, os músicos arribarão em Bueu às 23 horas no local Aturuxo. O sábado será o concerto no local social Gomes Gaioso da Corunha, às 21.30 horas e, por último, a Fundaçom Artábri de Ferrol fechará esta pequena digressão galega de Pekagboom em sessão de matiné às 13 horas do domingo.

Como comenta o blogue LusopatiaPércio Sousa Neves e Silva –a.k.a Pekagboom– é um rapper são-tomense radicado em Lisboa. Desde cedo desenvolveu uma paixão pelo rap. Em 2003 quando morava na “Quinta do Mocho”, na capital portuguesa, formou a banda Império Suburbano com outros emigrantes. Para Pekagboom os seus referentes são o Sam The Kid, Valete, Azagaia, Kendrik Lamar e Eminem. “Ele fala de temas sociais e políticos: os direitos humanos, as desigualdades, a corrupção…podemos considerá-lo um ativista com rimas e batidas”, apontam desde o site. 

Atualmente tem um álbum e uma mixtape a solo. O seu último trabalho, Banho Público, fez-lhe ser homenageado em 2017 como melhor rapper de intervenção social na II Gala “África is more” e considerado pelo site Planeta Rap Luso como melhor rapper são-tomense do ano 2016. É considerado também o melhor álbum de rap são-tomense.


PUBLICIDADE