O ‘Projeto Moas’ da Semente ultrapassa os 93.000 euros

A campanha de crowfunding ultrapassa o objetivo mínimo, mas ainda procura chegar aos 130.000€



associacom-semente-compostelaHá umhas semanas atrás as ativistas da escola Semente de Compostela, lançárom umha campanha de micromecedano para fazer realidade a consolidaçom do projeto educativo que nascera em 2011: comprar umhas instalaçons no lugar de Moas, que permitirám concentrar todas as propostas da associaçom num único espaço, e acolher todas as crianças dos centros de Educaçom infantil (de 2 a 6 anos) e de Educaçom primária (6 a 12 anos). Trata-se dumha escola de 600 m2 distribuídos em três andares, com possibilidade de ampliaçom num 50%, numha finca florestal de 3500m2.

Por agora celebram a superaçom do objetivo mínimo, marcado em 90.000 euros, e continuam ainda com a recadaçom, procurando angariar os 130.000 euros que marcam como objetivo ótimo.

As ativistas pedirom um empréstimo à cooperativa de crédito Coop57 de 285.000€, um dinheiro que vai destinado na sua totalidade à aquisição do imóvel, despesas derivadas como impostos e o projeto de reforma do estudo de arquitetura.  Isto nom cobre as despesas de reforma, polo que precisam de 130.000€ para levá-la a cabo.
 projeto-moas
As Escolas Sementes som um dos projetos mais transformadores dos últimos anos na Galiza, a nível de autogestom em matéria de defesa da língua, permitindo pequenas ilhas de conservaçom linguística para as crianças das cidades.
Os centros atuais da Semente Compostela som um espaço feminista, de pedagogia transformadora que entende a escola como parte integrante da sociedade e pretende servir aos interesses populares garantindo um processo de ensino com aprendizagem democrática e fazendo possível que as crianças sejam cidadás livres e críticas.

Por que Moas?

Estas instalaçons estám no lugar das Moas de Baixo número 19, na paróquia de Vidám, do Concelho de Santiago de Compostela. A finca na que se encontra o edifício é umha floresta autóctone, matizada por algumas espécies ornamentais. Um espaço exterior idóneo para uma educaçom inserida na natureza. Ademais, esta localizaçom da nova escola permite poder aceder a ela desde o centro da cidade a pé, bicicleta e/ou transporte colectivo.

Nem público nem privado: ensino comunitário

crianças a jogar numa escola Semente 2Semente Compostela é um projeto social sem ánimo de lucro que promove uma educaçom em galego acessível para todas as famílias. Leva funcionando desde o ano 2011, integramente em galego, e hoje está formada por um grupo de 7 trabalhadoras e comissons de trabalho das que formam parte pessoas das 70 famílias usuarias da escola. Com o apoio de colaboradoras económicas, militantes e gente afim ao projeto, que -mesmo sem ter necessidade dos serviços de umha escola- acreditam num ensino em galego e numha pedagogia que pretende servir aos interesses populares garantindo um processo de ensino e aprendizagem democráticos e que fai possível que as crianças sejam cidadás livres e críticas,  a partir da defesa do idioma galego, do seu caráter internacional, e como parte indissolúvel da nossa cultura, da nossa história e do nosso futuro.

 

 


PUBLICIDADE