Todos os artigos marcados como "confluência reintegracionista"

  • A unidade do reintegracionismo

    O pequeno e muito ativo movimento de vanguarda que se tornou o reintegracionismo, tem pela frente importantes desafios de futuro que só serão possíveis realizar com coesão, flexibilidade, integração e unidade —dentro do respeito a diversidade—. Com confiança e sem medo.

  • Alçar a voz com Albert Hirschman: Saída, Voz e Lealdade

    Os sócios da AGAL fomos convocados a umha próxima Assembleia extraordinária onde havemos de eleger nova diretiva e, simultaneamente, decidir sobre três questons incorporadas pola única candidatura apresentada.

  • Deixemo-nos de infantilidades

    Nom consigo perceber muito bem o que mudou em outubro de 2015 para termos que procurar soluçons grandiosas a um alegado problema que eu nunca cheguei a ver.

  • De confluências dissidentes

    Chega agora a proposta (aberta) duma confluência normativa na AGAL, que admite duplicidades e transiçons entre as tradiçons gráficas reintegracionistas.

  • replicantes

    Os sentimentos dos replicantes andam convulsos por esquadrinhar demais. Por às vezes por isso mesmo entender pior. E o caso é que eu tamém som replicante. Mas nom temo a morte, temo só a nossa morte na luta comum. E tenho pena pola disputa inútil.

  • Reintegracionismo: em que tecla havia que bater?

    Um maior consenso ortográfico dos reintegracionistas ajudaria a apresentar com mais consistência e clareza as nossas propostas. Esse consenso não devia ser guiado pola mania da uniformidade, mas sim mostrar que guiamos por uma estrada bem alcatroada e sinalizada.

  • AGAL, casa comum

    Na AGAL existem duas sensibilidades sobre a sua natureza e missão social, ambas legítimas. Há quem ache que a norma gerada pola Comissom Linguística deve ser o motor da associação; outros consideramos que a AGAL deve ser a casa comum dos reintegracionistas.

  • Sem consenso para a dispersom normativa do reintegracionismo e para o embotamento do seu padrom galego

    A Comissom Lingüística da Associaçom Galega da Língua, de que fago parte e à qual tenho a honra de presidir, nom aprovará, na presente altura e nas atuais condiçons sociolingüísticas da Galiza, umha proposta de «aglutinaçom normativa» a ela eventualmente endereçada polo Conselho da AGAL.

  • O que implica na prática a aglutinaçom normativa?

    Na seqüência da consulta sobre a necessidade ou nom de umha confluência normativa realizada pola nossa candidatura, algumhas pessoas receiam do procedimento ou de que esta aglutinaçom poda gerar mais confusom. É compreensível, mas pensamos que a formulaçom final da proposta nom deixa lugar para temor algum.

  • A língua para quem a trabalha

    Não lembro mui bem em quê pensava quando decidi passar-me a este lado “escuro” da língua. Não saberia localizar o momento dessa mudança.