Todos os artigos marcados como "aldeias de Ordes"

  • Contramaquieiros

    Carlos C. Varela revela a história detrás da maquia de Vila Maior, um estabelecimento onde era moido o cereal que foi refúgio seguro para a resistência antifranquista.

  • A República Socialista de Vila Maior

    Neste novo capítulo de ‘Aldeias de Ordes’, Carlos C. Varela analisa o topónimo de Vila Maior, freguesia da comarca de Ordes.

  • Apelidos LINHARES e LINHEIRA(s): Os tecidos da comunidade

    Carlos C. Varela explora as origens e ramificaçons sociaise humanas do apelido Linhares, o oitavo mais frequente na comarca de Ordes.

  • Sempre em Loureda

    ao meu avô, o Vinculeiro de Loureda Sempre se insiste no caráter atlántico do ecossistema galego, quando tradicionalmente os geógrafos, do anarquista Elisée Reclus ao próprio Otero Pedrayo, venhem insistindo em que o que carateriza à Galiza é, mais bem, a sua situaçom de ponte entre o mundo atlántico e o mediterráneo, que se aprecia […]

  • Palhas

      Num dos seus deliciosos artigos Moncho Vilar lembrava um encontro de estudantes com Manuel María na Facultade de Filologia da USC[1]. Rematada a conferência, o poeta da Terra Chá preocupou-se de perguntar aos rapazes, um por um, de onde eram. Para a surpresa de Moncho, Manuel María non só sabia perfeitamente onde era que […]

  • O senhor do bosque

     19 novembro, 2018 1 minuto Aldeia de Frogil, em Ardemil, Ordes Comentava há uns meses Alejandro A. Lázaro Camafeita que, na sua opiniom, o bosque de Pardinhas (Poulo) é o melhor conservado do municipio de Ordes, mesmo superando a Fraga de Frogil, na freguesia de Ardemil. O estado desta última carvalheira, no seu dia elogiada […]

  • As aldeias das leitoras (VIII): Fossado

    “Para chegar ao fossado e servir-mi corpo loado, e vam-se as frores d’aqui bem com meus amores!” Paio Gomes Charinho Pediam Javier Quintela Pena e Ani Pampín Martínez  tratar de Fossado, aldeia de Santa Cruz de Montaos que tem estaçom de trem. Se o topónimo nom se refere a um terreno caraterizado por um fojo […]

  • Infernos e inferninhos

    Mapa de Messia co Rego dos Inferninhos Na comarca de Ordes existem, quando menos, dous lugares de satánicos nomes: o Penedo do Inferninho[1], em Gorgulhos, e o Rego dos Inferninhos[2], que baixa de Olas cara à Berxa. Além disso, Cabeza Quiles sinala que num “emprazamento claramente inferior ou baixo atópase unha aldea chamada O Inferniño […]

  • O Santo dos Eucaliptos

    Há duas aldeias chamadas Rosende na comarca de Ordes e, aliás, estám bastante pertinho umha da outra, umha na freguesia de Campo e outra na de Chaiám. Há, também, um rego de Rosende, no linde entre Traço e Benza. Trata-se, mais umha vez, dum topónimo formado a partir dum nome germánico de possessor. As de […]

  • A importáncia da força do focinho

    Na mitologia germánica e nórdica Freyr (ou Fro), junto com a sua irmá Freya, eram os deuses da fertilidade, razom pola qual ele era representado nas estátuas com um enorme pénis ereto. Freyr, aliás, acostumava deslocar-se num carro movido por dous singulares animais de tiro aos que se acha associado: os porcos bravos Slidrugtanni e […]