Novidades Através: 2ª edição ampliada de ‘seique’, de Susana Sanches Arins

Uma nova edição com uma nova perspetiva da própria autora sobre a sua obra, cuja tradução ao espanhol foi galardoada este ano



seique surpreendeu no seu momento polo singular enfoque do tema e polo difícil equilíbrio conseguido entre o privado e o público. A edição que agora vê a luz acrescenta, além de alguns capítulos que puxam de algum fio solto, uma nova perspetiva produto do distanciamento de Susana Sanches Arins a respeito da sua própria narração. Este exercício permite-lhe refletir sobre a receção do livro e sobre a natureza da sua narrativa, “uma narrativa em construção porque atrás das vozes vêm vozes e outras vozes hão de vir”, e sobre a sua receção. Tais comentários obrigam a redimensionar a conceção do seique como uma obra individual ao mesmo tempo que coletiva, familiar ao mesmo tempo que política e sólida ao mesmo tempo que viscosa, como viscosa é também a memória.

[do limiar de María Xesús Nogueira]

seique2_capa-488x710

seique não é um poemário, seique não é um romance, seique não é um ensaio, seique não é uma pesquisa histórica. porém, seique recolhe alguma cousa de cada um desses géneros. seique nasce duma estória de vida insignificante, anónima, para abordar uma reflexão sobre a [des]memória e as maneiras de construir a História.

seique não pretende ficcionar uma história, tomando como base uns factos conhecidos de todas, mas todo o contrário, seique parte de uns factos desconhecidos, seique por particulares, ou por insignificantes, seique: a história de um fascista tão sem importância que nem sequer aparece nos arquivos, mas que sim existiu, deixando, seique, marcas que as suas vítimas não esquecem [ou sim].

seique nasce de depoimentos orais, em parte fabulados polas suas próprias emissoras, pois seique o protagonista está desaparecido das fontes documentais. porém, se essas pessoas que viveram e falaram estão já mortas… que contamos, ló? como? que há de certo no que contam umas e outros? e se ademais quem narra faz parte da família? seique.

O livro já pode ser adquirido na loja on-line. Também chegará esta mesma semana às livrarias, onde pode ser comprado a um preço de 14 euros. 


Título: SEIQUE
Autora: SUSANA SANCHES ARINS
Limiar: MARIA XESÚS NOGUEIRA
Género: NARRATIVA/POESIA
Ano de edição: 2019
Descrição: 240 PÁGINAS, 13 X 19 CM
Encadernação: BROCHURA
Coleção: ATRAVÉS DAS LETRAS, 19
ISBN: 978-84-16545-36-0
Capa: ROSA HERRAIZ CABANAS

Preço: 14 €


A Autora

Susana S. Arins | Foto: Eduardo Castro Bal

Susana S. Arins | Foto: Eduardo Castro Bal

Susana Sanches Arins

Nasceu no ano 74 e criou-se no fojo, estrada, lugar que não era nem dos sánchez nem das arines, polo que pôde fazê-lo próprio. é mulher, de aldeia e galega, e essas três identidades marcam a sua personalidade com força. educada e formada num sistema educativo público, trabalha agora para mantê-lo em pé. leva três poemários publicados, lê quanto cai nas suas mãos, e tem a utópica seguridade de que o mundo é melhorável, mesmo através da literatura


PUBLICIDADE