O jazz de André Carvalho soará hoje e amanhã na Galiza

O contrabaixista português residente em New York tocará com a sua banda no Festival de Jazz de Moanha e no JazzFilloa da Corunha



tour 2019 andre carvalho

Esta noite às 21.30 horas, a arboreda da Xunqueira será o cenário do Festival de Jazz de Moanha. A cita abrirá a sua terceira edição com a atuação do contrabaixista e compositor português André Carvalho. Além deste evento, o músico também visitará A Corunha para participar no Jazz Filloa Club. Será amanhã, 14 de agosto, às 20 horas, quando Carvalho e a sua banda apresentarão o novo álbum, The Garden of Earthly Delights, editado pela casa americana Outside in Music.

O seu trabalho está inspirado na pintura do Bosco –Hieronymus Bosch–, O Jardim das DelíciasSegundo explica o próprio compositor, esta suite pretende levar o ouvinte “numa viagem de tensão e de calma, entre suavidade e brutalidade, simplicidade e complexidade, harmonia e conflito” em que a música “flui entre paisagens” inspiradas no célebre tríptico. “Ao revisitar a obra de Bosch senti-me motivado para exprimir a singularidade do universo deste quadro através da minha música”, confessa Carvalho.

Com o contrabaixista também estará a sua banda, formada pelo trompetista Gonçalo Marques, o saxofonista José Soares, o guitarrista André Matos e o bateria Luís Candeias. Nascido em Lisboa, André Carvalho vive em Nova York desde 2014, onde finalizou um Mestrado de Música em jazz performance na Manhattan School of Music, e desde onde lançou já três trabalhos de estudo. As suas composições foram definidas por AllAboutJazz.com como “impressionantes e bem estruturadas, a sua escrita oferece uma visão por diferentes texturas e capas de som que dão a sensação duma muito maior  conjunto”. Carvalho já tem realizado digressões através da Europa, os Estados Unidos e Egipto, além de receber prémios da GDA Foundation pelo seu álbum Memória de Amiba.

 


PUBLICIDADE