‘Porque me peta’ homenageia as crianças galego-falantes

Este sábado 18 Vilar de Santos acolhe uma festa para celebrar e agradecer o futuro da língua



porque me peta

Perante o estado de urgência do idioma, o discurso semelha ser cada vez mais pessimista. Contra esta tendência, um grupo de pessoas de Ourense decidiu romper o preconceito de que as crianças nom falam galego. “No nosso país ainda há nenas e nenos que vivem em galego, no mais difícil dos contextos, protegendo o seu pequeno exemplo de imensa dignidade a semente da nossa língua”, afirmam desde a organizaçom. Frente à pressom da maioria, a TV e o cinema, as hostilidades… “na Galiza do século XXI há pequenas e pequenos galegofalantes, a quem Galiza inteira deve, talvez, a sua última possibilidade de futuro”. E para começar a cumprir com esta dívida, este coletivo organiza um agradecimento público em forma de festa: Porque me peta.

A homenagem será celebrada em Vilar de Santos este sábado, com uma jornada para as crianças gozarem com música, jogos, comida, magia, contos, pintura, água… A jornada começará na Arca da Noe às 12.30 horas com os contos de Vero Rilo. Às 13.30 horas, será celebrado o ato central de homenagem às crianças galego-falantes, que precederá um jantar popular. O preço da comida será de 10 euros [grátis para as crianças], e cúmpre apontar-se previamente através de Whatsapp ou Telegram no teléfono 680 16 36 93 e especificar opçom vegetariana ou omnívora. À tarde, as crianças poderám gozar com um obradoiro de baile tradicional e uma foliada com o grupo ‘As Xoaniñas dos Rosais‘, além do espaço de jogo e brinquedos tradicionais que funcionará durante todo o dia.

Além do programa de atividades do próprio dia, a organizaçom está a elaborar um video com pessoas de todo o pais a agradecer as crianças “o facto de manterem vivo o idioma”. “Queremos que pessoas do mundo da música, do desporto, da TV… mas também de qualquer outro ámbito laboral ou social se dirijam às crianças para lhes mostrar o seu agradecimento por falar galego”, explicam. As achegas, que nom devem exceder os 5 ou 10 segundos de vídeo, podem ser gravadas desde o telemóvel e devem ser enviadas através de Whatsapp [615782314], Telegram [porquemepeta] ou e-mail [[email protected]]. Também podem ser publicadas em redes sociais baixo o hashtag #porquemepeta. Para poder financiar o projeto, o coletivo organizou um crowdfunding para quem quiser colaborar economicamente.


PUBLICIDADE