Partilhar

Começa campanha de micromecenado para editar Estampas Galegas, de Berlai

A Através Editora lança um novo projeto artístico, a misturar música, ilustraçom e texto, numha proposta que pretende condensar a iconografia galega em 10 estampas.

Numha homenagem ao “Cousas” de Castelao, o músico Xiao Berlai, apresenta um projeto que compila reflexões e representaçom icónica da Galiza atual, com um estilo alegre e retranqueiro. Trata-se de 10 estampas, e cada umha consta de um pequeno relato, uma ilustraçom de Leandro Lamas, inspirada no texto, e finalmente o texto musicado, uma banda sonora para os desenhos de um país, a cargo da banda de Berlai.

Trata-se de 10 estampas, e cada umha consta de um pequeno relato, uma ilustraçom de Leandro Lamas e finalmente o texto musicado, uma banda sonora para os desenhos de um país, a cargo da banda de Berlai.

A campanha visa conseguir um montante de 3000 € para produzir o produto, organizar a gira de lançamentos polo país e cobrir os gastos da campanha. A recompensa central é o próprio livro-disco assinado por Xiao Berlai e por Leandro lamas, com os portes de graça. Também se pode conseguir uma lámina -em A4 ou A5- com a ilustraçom do Leandro Lamas assinada. Uma camisola com o desenho de “Rosalia guiando o povo”. Entradas para o concerto de apresentação em Compostela, o próximo 9 de junho no pub Riquela, ou participar no videoclip de apresentação que será também em Compostela o mesmo dia, mas no pub Medusa.

Pode-se participar na campanha aqui.

Xiao Berlai com Tróski- Foto Zeltia

Berlai é o projeto musical criado por Xiao Berlai. Falamos de música directa e divertida, sem complexos, que bebe da tradição galega, do rock, do jazz do indie-pop e da música electrónica. Tras Desconhecido –o seu primeiro projeto-, uma Banda Desenhada com música para escoitar e ler a um tempo e Cas Berlai, um disco mais tradicional que se desenvolveu na casa durante o confinamento, chega Estampas galegas.

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha

Lançamento do livro 50 anos de Abril na Galiza, na Guarda

Sergio Rey, do IES de Cacheiras, ganha o “I Prêmio Escolar Internacional de Livros de Cordel”

Industrializar Galiza. Vaia uma ironia!

Aberta convocatória da XXIV Ediçom do Prémio de poesia Fiz Vergara, que nom discrimina por normativa

Disponibilizamos contributos de Luísa Villalta na Revista Agália

Séchu Sende apresenta O Povo Improvisador no CS Gomes Gaioso da Corunha