Chega com a Através ‘seique’, a última obra de Susana Sánchez Arins

Lançamento nesta quarta-feira, dia 28, na livraria Ciranda de Compostela



Capa de 'seique', de Susana Sánchez Arins (Através Editora, 2015)

Capa de ‘seique’, de Susana Sánchez Arins (Através Editora, 2015)

Nesta quarta-feira, dia 28 de outubro, tem lugar o lançamento do mais recente livro de Susana Sánchez Arins, seique, publicado pola Através Editora. A apresentaçom terá lugar às 20 h na livraria Ciranda (rua Travessa n.º 7, Compostela) e no ato intervirá a autora, a qual estará acompanhada por Celso Fernández Sanmartín, poeta e contador de histórias.

O que é seique?

A nova obra de Susana Arins, seique, nom é um poemário, nem um romance, nem um ensaio, nem umha pesquisa histórica… Porém, recolhe alguma cousa de cada um desses géneros. «Nasce de umha estória de vida insignificante, anónima, para abordar umha reflexom sobre a [des]memória e as maneiras de construir a História», recolhe a ficha do livro na página web da editora.

Esta obra nom pretende ficcionar uma história, tomando como base uns factos conhecidos de todas, «mas todo o contrário»: parte de uns factos desconhecidos, «seique por particulares, ou por insignificantes, seique», como a história de um fascista tam sem importância que nem sequer aparece nos arquivos, mas que sim existiu, «deixando, seique, marcas que as suas vítimas nom esquecem [ou sim]».

A autora

Susana S. Arins | Foto: Eduardo Castro Bal

Susana S. Arins | Foto: Eduardo Castro Bal

Susana Sánchez Arins nasceu no ano 1974 e criou-se no Fojo (Estrada), lugar que não era nem dos Sánchez  nem das Arines, polo que pudo fazê-lo próprio. É mulher, de aldeia e galega, e essas três identidades marcam a sua personalidade com força. Educada e formada num sistema educativo público, trabalha agora para mantê-lo em pé.Leva três poemários publicados, lê quanto cai nas suas mãos, e tem a utópica seguridade de que o mundo é melhorável, mesmo através da literatura.

 

+ Ligações relacionadas:


PUBLICIDADE