Binormativismo

  • É possível umha política binormativista na Galiza?

      Convívio de normas ou “binormativismo”? Na AGAL há tempo que olhamos com muito interesse para outros países da Europa ocidental onde, como na Galiza, convivem diferentes normas para umha mesma língua histórica. Esta situaçom é muito mais comum do que as pessoas pensam, e até poderíamos dizer que é quase inevitável nos territórios onde […]

  • AGAL voltará ao 25 de julho com a sua proposta de binormativismo

    A AGAL voltará a comparecer nas diferentes mobilizações realizadas no 25 de julho em Compostela para distribuir gratuitamente o Fest-AGAL. Como em anos anteriores, os distribuidores e distribuidoras irám [email protected] com t-shirts editadas para a ocasiom, impressas com o mote usado para reivindicar o binormativismo: “Uma terra, um povo, uma fala, duas normas para grafá-la”, convenientemente escrita em galego e […]

  • Estou canso, mas se quadra mesmo é bom

      Contam que o Alfredo di Stefano, sendo treinador do Valência, indicou um dia ao seu guarda-redes: “Arquero, vale que las que van dentro no las saqués, pero las que van fuera no las metás”. Isso parece que é o que estivemos a fazer com a língua galega nos últimos quarenta anos: utilizarmos todas as […]

  • AGAL convoca só[email protected], simpatizantes e [email protected] a participar na mani-festa-açom do 17

    A AGAL convoca só[email protected], simpatizantes e [email protected] a participar na convocatória de mani-festa-açom da plataforma Queremos Galego, fazendo parte da comitiva galaico-norueguesa. Levaremos cartazes, flyers, disfarces e muito boa disposiçom para darmos a conhecer que a Noruega pode fazer tanto pola língua galega como já fijo pola boca portuguesa. Onde nos encontramos? 17 de maio (10h45): organizando […]

  • O norueguês

    Em 2015 a Através editora lançava o livro Quem fala a minha língua 2?, coordenado polo professor Robert Neal Baxter, da Universidade de Vigo. Tal como o seu predecessor, a sua razão de ser era mostrar línguas onde a questão identitária estava aberta ou onde existiam mais de um modelo de língua padrão. Em palavras […]

  • Umha terra, um povo, umha fala (e duas normas pra grafá-la)

    17-M: Dia das Letras Galegas, Dia Nacional da Noruega “Umha terra, um povo, umha fala, duas normas pra grafá-la” A AGAL volta ao Dia das Letras com outra encenaçom fantasiada, nesta ocasiom para evocar as semelhanças sociolinguísticas entre o caso galego e o norueguês, polo menos as semelhanças que esta associaçom desejaria que houvesse. O […]

  • Binormativismo: tentativa de resposta a um problema que nom se colocou

    Som da opiniom de que todo isto do chamado “conflito normativo” que arrastamos há décadas manifesta umha impotência: a de avançarmos, como formaçom social, na adoçom e normalizaçom do galego como língua nacional. Nom sendo isso possível até hoje, pola estrita correlaçom de forças esmagadoramente desfavorável a um galego em posiçom relegada, e tendo em […]

  • Binormativismo, debate na UDC

    O dia 12 de abril, a Faculdade de Filologia da Universidade de Corunha (UDC) acolheu um seminário dedicado à estratégia binormativista, proposta dos próprios estudantes. Assistiram ao seminário o professor da UDC Xosé Ramón Freixeiro Mato e o presidente da AGAL Eduardo Maragoto. Freixeiro começou a sua exposição comparando os dados dos dois mapas sócio-linguísticos […]