Opiniom

  • Nom à guerra (ortográfica)

    Na Internet galega existe um fenómeno chamado Lei de Berto, que diz que «a medida que umha discussom online em galego sobre qualquer tema avança, a probabilidade de que se mencione o reintegracionismo/isolacionismo achega-se a 1».

  • É a sociedade mas não só

    «– Hello, eu tenho um monte de coisas, mas a Dora e o Botas querem achar alguma coisa que eles possam encher de água para carregar o peixinho vermelho. Eles podem encher isto de água? […]». Esta interação decorre entre a minha filha de 3 anos e a mochila da Dora, a aventureira, uns desenhos animados que formam atualmente um cânone junto da Peppa Pig ou do Ruca (Caillou). A minha filha vê-os na sua versão brasileira ou portuguesa.

  • A República da Berxa

    Nos domingos da década de 90 poucas cousas havia melhores, para um rapaz da comarca de Ordes, que ir com a família cear umas truitas à Berxa; o trator do tio Jesus, os contos divertidíssimos de Maria ou a foto de Bebeto no mostrador do bar, faziam dela um lugar mágico.

  • O galego é uma oportunidade

    Corredor de uma multinacional cheia de homens engravatados. Um deles, de sotaque madrileno, explica em castelhano aos colegas que a sua adaptação a Lisboa não está a ser fácil por causa do idioma. Nem fala nem entende. “Si fuese gallego sería más fácil”.

  • Novo Paradigma Galaico 3: Unidade na diversidade

    Como já analisámos, vivemos num mundo muito triste, herdado da falsa visão da guerra e confronto permanente.

  • Os Maios, a festa popular mais antiga e mais formosa

    O ciclo anual das festas populares galaico-portuguesas é um dos mais ricos do mundo. Dentro do ciclo anual, a dos “Maios” é, sem dúvida, a mais antiga e também a mais formosa do ano.

  • Portas abertas (inauguração da Casa da Língua Comum)

    A Casa da Língua Comum, a casa de portas abertas, vestiu-se com amigos, povoou-se com vozes, carregou-se com significados e sonhos, habitou-se com palavras…

  • A Epistemologia do Norte de Boaventura de Sousa Santos na Corunha

    O célebre sociólogo Boaventura de Sousa Santos, do Centro de Estudos Sociais de Coimbra, vem à Universidade da Corunha falar das Epistemologias do Sul e o futuro da universidade, com motivo do 25 aniversário da fundação da UDC. É um importante ato convidado pola universidade, com os poucos fundos que nos restam e que a […]

  • Cumprir a Lei Paz-Andrade

    O estancamento na promoção da língua portuguesa não ajuda à urgente normalização do galego. A falta de unidade do galego-português é indicativa de que o interesse está na normalização do castelhano-espanhol.

  • Casa tomada. Carta (de amor) às professoras portuguesas (e não só)

    O que motiva esta carta é começar a abrir brecha para conseguir, algum dia, exercer a minha profissão com dignidade e soberania real sobre as minhas escolhas.