Opiniom

  • Uma escola na floresta

    Acabadas as aulas, neste início do mês de julho, arrumo mentalmente todas as vivências dos nove meses que passaram desde setembro, tentando resistir ao abatimento que provoca essa não escrita lei da insatisfação perpétua do corpo docente. Está tarde de vento e sol em Lisboa, depois do dia mais caloroso do ano. Passei boa parte […]

  • Confissões de um ex-isolata

    Desde que li o Rei Lear, sempre acreditei na figura do bufão como ferramenta para fazer evolucionar as ideias. As minhas opiniões, desde então e as mais das vezes, foram desenvolvidas tão só para propor formas diferentes de pensar, ainda quando nem eu próprio poderia acreditar nelas tal e como ficaram expostas. É por isso […]

  • O galeguismo segundo Edward W. Said

    O “galeguismo” entendido como um orientalismo, e que provisionalmente se poderia definir como o conjunto de estratégias narrativas que umas elites letradas, foráneas ou galegas, mobilizam para representar “o povo galego” atendendo a diferentes intenções políticas, criando estereótipos que rematam (auto)identificando o país.

  • porta para o exterior – resenha

    Demorei em ver. Mas foi apenas por questões pessoais. Eu participara no filme e era uma das “personagens” entrevistadas. Mas o dia em que gravei, in extremis, era o dia, agitado, em que eu terminava de embrulhar todas as últimas cousas para nos ir de Rianjo, na Galiza. Era, de feito, o dia, a tarde tão crepuscular […]

  • Ernestos Guerra da Cal

    Se o escritor e estudoso que foi Guerra Da Cal nom som como para a Galiza poder prescindir deles olimpicamente, o homem Guerra Da Cal, a personagem Guerra Da Cal, nenhuma cultura digna a teria deixado perder-se graciosamente. João Guisan Seixas   O neno que em Quiroga aprende de Maria “A Garabulha” as canções populares […]

  • Uns apontamentos ao referendo britânico, modificador do futuro de jeito não deprezível

    1- David Cameron: Apontar que os britânicos podem-se sentir orgulhosos de um primeiro ministro sério e de palavra. O Referendo estava no programa eleitoral e levou-o a cabo. Respeitou as posições diversas dentro do próprio governo e foi feita a campanha toda ela com uma mostra de fair play absoluto. Já com o referendo da […]

  • Razom e sem-razom do reintegracionismo

      Para Ernesto, com apreço. Caro Ernesto, o pensamento filosófico tem a virtude de revelar os fundamentos implícitos no discurso, de desvendar supostos enganosos ou parciais subjacentes no pensar comum. O debate reintegracionista parece estar polarizando-se em duas posiçons antagónicas que podemos ilustrar com as antinomias: [opçom finalista ↔ opçom processual], [posiçom pragmática ↔ posiçom […]

  • paradoxo de andar por casa

    É, para andar por casa. A minha língua oral é uma ferramenta comunicativo-identificativa, de grupo, de clã, marcada socialmente, e matizada cultural e politicamente, pelas suas modulações, prosódia e itens léxicos definidores. Em qualquer parte do mundo, acontece o mesmo. As variantes diafásicas, diatópicas e diastráticas, os usos cultos, marcas regionais e registros são parte […]

  • ­Centenários do presente

      Ninguém mais que nós tem culpa do que nos passa; ninguém mais que o nosso trabalho nos há de salvar. E se não dizei-me: A quem botamos a culpa do abandono impiedoso em que deixamos o idioma? Que gigante no-lo tem encantado?… Pois o mesmo nos sucede com tudo. Luís Porteiro Garea, 1916   […]

  • Literatura preciosa: 20 Escritores lusófonos impressos em papel-moeda

    [Nota ou cédula é o nome que designa em galego-português o papel representativo de moeda legal.] Para além de reis, rainhas, políticos ou militares, ao longo da história foram representados em papel-moeda cientistas, inventores, médicos ou artistas. Também a literatura teve o seu protagonismo. Shakespeare, Molière, Goethe, Cervantes, Victor Hugo, Gabriela Mistral, Voltaire, Gabriel García […]