Análise

  • Proibição da leitura e traduções vernáculas da Bíblia (V)

    1A proibição da leitura e tradução da Bíblia a partir de Leão XIII Em 1906 cria-se a Pontifícia Comissão Bíblica com o ânimo de impor uma interpretação única e romana da Bíblia a todos os teólogos católicos, dando um passo mais na deriva cara a homogeneidade e uniformidade. O papa Leão XIII (1878-1903), na sua […]

  • Jorge Diz Pico: “Falar galego nom é umha decisom que divida a tu vida em branco e negro.”

    Valentim Fagim entrevista Jorge Diz Pico corunhês que transitou do castelhano para o galego graças a ver-se num espelho na Suécia. Mora na Catalunha é informático de formaçom, tem um grande fraco polas línguas e está a fazer uma pesquisa sobre neologismos

  • Academia disponibiliza inventário da biblioteca Fontenla

    O sábado 30 de dezembro, pelas 10 horas terá lugar na Casa da Língua Comum, sede da Academia Galega da Língua Portuguesa, um ato público de homenagem a José Luís Fontenla Rodrigues, em que intervirão o presidente da Academia, Rudesindo Soutelo, o académico Joám Trilho, que recordará a intensa atividade cultural, cívica, editorial e política […]

  • Fala-se espanhol em Cuba?

    A pergunta é retórica, claro. Ninguém pom isso em dúvida, apesar das significativas diferenças entre o padrom da maior das ilhas antilhanas e o da ex-metrópole europeia. Por pura deformaçom profissional, na minha segunda viagem a Cuba dediquei-me durante três semanas de dezembro –entre outras cousas– a elencar particularidades do castelhano-cubano. Só como curiosidade e […]

  • Plutarco, o mestre do civismo

    Dentro da série que estou a dedicar aos grandes vultos da humanidade, que todos os nossos escolares devem conhecer, inicio uma pequena série de quatro depoimentos dedicados a antigos educadores, a começar por Plutarco de Queroneia. A seguir, em semanas sucessivas, terão o seu espaço Séneca, Goethe e Montaigne. Com outra minissérie a iniciar em […]

  • FUNDAÇÃO MEENDINHO ENTREGA NA ACADEMIA GALEGA UM EXEMPLAR DO VOCABULÁRIO DO PORTUGUÊS MEDIEVAL

    A F. Meendinho, obteve no Rio de Janeiro, como consequência do seu relacionamento com a Fundação Rui Barbosa, um exemplar do Vocabulário do Português Medieval com o objetivo de que ele fosse entregue e depositado na Academia Galega da Língua Portuguesa. Em 20 de dezembro, foi entregue e depositado na biblioteca da entidade na Casa […]

  • O grande altar de Pérgamo: o alçar do Fénix

    O grande Altar dedicado pelo Rei Eumenes II à honra dos deuses olímpicos Zeus e Atena Niképhoros é uma verdadeira joia da arte helenística. Construído na segunda metade do século II a.C, está representado no friso exterior a Gigantomaquia, e no friso interior, a vida do Rei Télefo. Trata-se duma arquitetura de estilo jônico, que […]

  • De cães, “perros” e “perreras”

    Em Lugo, tenho notado que as pessoas ao falar diferenciam o “cão” da aldeia do urbano “perrito”. Quer dizer, o falante de galego lucense reconhece dois conceitos diferentes: o cão que guarda a casa na aldeia, ou que ajuda na caça, por um lado, e o animal de estimação na cidade, por outro, destinado só […]

  • Eucaliptos e Patrimonio na Galiza.

    Nos dias 6,e 7 de dezembro estivemos em Bruxelas. Uma delegação de mais de 20 associações galegas que defendem o Património Cultural e Natural da Galiza. Convidadas por Lidia Senra, de AGE que está inclusa no grupo Parlamentar europeu GUE/NGL, Os Verdes. A procedência geográfica foi variada. Desde Ortegal ao Minho. Só faltou Ourense, mas […]

  • A Mulher, a Literatura e a Sociedade serão discutidas em Recife

      O Núcleo de Pesquisa Mulher, Literatura e Sociedade da  Universidade Federal de Pernambuco está com inscrições abertas para o I Congresso Nacional Mulher, Literatura e Sociedade. Para os interessados em submeter trabalhos, o prazo vai até o dia 15 de janeiro de 2018. O I Congresso terá o sugestivo tema “Imagens da Mulher no […]