Todos os artigos de Ramom Varela Punhal

Nascido em Carvalho em 1942. Estudoi Teologia na Universidade Pontifícia de Salamanca, e Liturgia no Instituto Superior de Pastoral, em Madrid; Filosofia na Universidade de Pamplona e Filosofia, Psicologia e Organização do Trabalho na Universidade de Lovaina, Bélgica. Doutor em Filosofia pela Universidade de Santiago. Catedrático de Filosofia reformado.
  • Desilusão com Francisco

    Ramom Varela Punhal considera que para reformar a igreja é preciso mudar a suas leis, para que mude a sua estrutura, e nom avonda o talante do papa.

  • Bem-aventurados os pobres

    O porta-voz da CEE, Luís Arguello, não quer que outros desfrutem dos mesmos privilégios que eles vinheram desfrutando desde o século IV.

  • Sustentação da monarquia

    João Carlos I foi um rei que amontoou uma imensa soma de dinheiro, próxima aos dous mil milhões de euros em base a comissões polo desempenho do seu rol.

  • A eutanásia segundo a Conferência Episcopal Espanhola

    Ramom Varela analisa o discurso arredor da eutanásia do teólogo galego Torres Queiruga e da Conferência Episcopal Espanhola.

  • Humilhação da justiça espanhola!

    O Conselho Geral do Poder Judicial pediu mesura a Pablo Iglesias por ter afirmado que os tribunais europeus humilharam aos tribunais espanhóis nas sentenças relacionadas com o procés, e pedem que não sejam utilizados politicamente. Foi um acordo adoptado por unanimidade da Comissão Permanente do CGPJ, presidida por Carlos Lesmes, que foi nomeado diretor geral […]

  • Sentença do TJUE de 19-12-2019

    Uma análise sobre a decisão jurídica do Tribunal de Justiça da União Europeia do Ramón Varela.

  • Catalunha não é uma nação?

    Pode Espanha ser uma nação? Ramo Varela debruça-se sobre o tema tirando das aprendizagens que tira da história e da própria atualidade.

  • Necrolatrismo constitucional

    O termo necrolatría provém de duas palavras gregas: necrós, que significa morto, cadáver, e latreis, que significa culto, adoração. Portanto, neste caso trata-se da veneração a um cadáver político, que é a Constituiç4ao espanhola de 1978. Quando falamos da CE não nos referimos só ao texto que saiu das mãos dos «Pais da Pátria, senão […]

  • Condenados todos os povos do Estado espanhol

    A sentença do 1-O despertou na última semana uma vaga de protestas na Catalunya, questão tratada por Ramom Varela no seu último artigo de opinião para o PGL.

  • Custódia compartida

    A legislação sobre a custódia dos meninos em caso de separação dos pais é um tema candente que ainda não está resolvido satisfatoriamente no Estado espanhol e só se poderá legislar mais atinadamente sempre que não se parta de prejuízos a priorí e se reconheça a realidade dos factos. Simplificando, pode-se dizer que a custódia […]