Agenda

Jun
6
Qui
Emissão de “Pacto de Irmãos” em Nós TV @ Nós Televisión
Jun [email protected]:30 pm_10:30 pm

Nós Televisión emitirá o documentário Pacto de Irmãos. Os primórdios da língua escrita na quinta-feira 6 de junho às 21h30.

“Pacto de irmãos” é um documentário sobre os manuscritos mais antigos conhecidos escritos em galego-português que reflete acerca  das origens da língua a partir da descomposição do latim da velha Gallaecia, mas também sobre o papel da escrita na conformação social e cultural da comunidade de falantes.
No seu percurso encontramos a romancista Lídia Jorge, o escritor Rui Zink, o filólogo José António Souto Cabo (especialista no manuscrito que dá nome ao documentário) ou à paleógrafa Maria José Azevedo Santos, entre outras vozes que nos guiam através das imagens dos manuscritos, as caligrafias e  as formas artísticas que emergem daquela época.

Ficha Técnica: pacto de irmaos

REALIZADOR – Rafael Janeiro
EQUIPA DE ROTEIRO – Sabela Fernández, José Ramom Pichel, Rafael Janeiro
MÚSICAS – Paulina Ceremużyńska, Zofia Dowgiałło, Fernando Reyes, Carlos Castro
VOZ EM OFF – Carlos Quiroga
INFOGRAFIAS – Helder Rodrigues Parrinha
DESIGN – Sacauntos
PÓS-PRODUÇÃO – Axóuxere
ASSESSOR FILOLÓGICO – José António Souto Cabo
EQUIPA DE PRODUÇÃO – Graciela Lois, Eduardo Maragoto, Valentim Fagim

Jun
8
Sáb
Assembleia Geral Ordinária da AGAL @ Museu do Povo Galego
Jun [email protected]:00 am_2:00 pm

Assembleia Geral Ordinária da AGAL que decorrerá no próximo dia 16 de junho (sábado) às 11h00 em primeira convocatória e às 11h30 em segunda.

Ordem de trabalhos:

  1. Aprovaçom da ata anterior
  2. Estado de contas
  3. Organizaçom
  4. Projetos em lançamento e novas iniciativas
  5. Andamento da campanha em prol do “Binormativismo”
  6. 2020: ano Carvalho Calero. Estado da questom e estratégia da AGAL
  7. Outras questões
Jun
20
Qui
Apresentação de “Pacto de Irmãos” na Gentalha do Pichel @ A Gentalha do Pichel
Jun [email protected]:00 pm_11:00 pm

Na quinta-feira 20 de junho será apresentado o documentário Pacto de Irmãos. Os primórdios da língua escrita no centro social A Gentalha do Pichel de Compostela. A partir das 21h com a participação do realizador do filme, Rafa Janeiro, e do professor da Universidade da Corunha Isaac Lourido.

“Pacto de irmãos” é um documentário sobre os manuscritos mais antigos conhecidos escritos em galego-português que reflete acerca  das origens da língua a partir da descomposição do latim da velha Gallaecia, mas também sobre o papel da escrita na conformação social e cultural da comunidade de falantes.
No seu percurso encontramos a romancista Lídia Jorge, o escritor Rui Zink, o filólogo José António Souto Cabo (especialista no manuscrito que dá nome ao documentário) ou à paleógrafa Maria José Azevedo Santos, entre outras vozes que nos guiam através das imagens dos manuscritos, as caligrafias e  as formas artísticas que emergem daquela época.

Ficha Técnica: 

REALIZADOR – Rafael Janeiro pacto-na-gentalha
EQUIPA DE ROTEIRO – Sabela Fernández, José Ramom Pichel, Rafael Janeiro
MÚSICAS – Paulina Ceremużyńska, Zofia Dowgiałło, Fernando Reyes, Carlos Castro
VOZ EM OFF – Carlos Quiroga
INFOGRAFIAS – Helder Rodrigues Parrinha
DESIGN – Sacauntos
PÓS-PRODUÇÃO – Axóuxere
ASSESSOR FILOLÓGICO – José António Souto Cabo
EQUIPA DE PRODUÇÃO – Graciela Lois, Eduardo Maragoto, Valentim Fagim

Jun
25
Ter
Galego, porta aberta para o mundo 2: Língua, pensamento e cultura na Galiza e Portugal @ Auditório Municipal de Rianjo

Na edição de 2019 o curso da Universidade de Verão Galego, porta aberta para o mundo 2 continua com as questões linguísticas que o ocuparam em 2018, mas agora porá-se o foco em analisar (e vigorizar) os contatos culturais realmente existentes entre os povos galego e português. Os objetivos principais do curso serão:

  • Revisar a crítica situação da língua na sociedade galega, idealizando alternativas rigorosas que contornem o riso de esmorecimento
  • Debater sobre o modelo internacional da língua (ou comunidade de variantes linguísticas na lusofonia, entre elas a variante galega e a variante portuguesa) como hipótese idónea para o desenvolvimento económico e social de duas comunidades que já partilham forte laços
  • Desenvolver as possibilidades da Lei Paz Andrade, aprovada por unanimidade no Parlamento galego e destinada a introduzir o português no ensino e nos médios de comunicação
  • Conhecer diversas e atuais linhas de pensamento comum a ambos os lados da fronteira política
  • Aprimorar o relacionamento cultural galego-português, como uma riqueza histórica e um património partilhado para maior satisfação e bem-estar da comunidade

 

PROGRAMA 

Dia 25/06: O contacto cultural entre a Galiza e Portugal 
9:00. Receção do alunado e inscrição em grupos de trabalho. curso-verao-2
9:30. Inauguração a cargo de Valentín García, Secretário Geral de Política Linguística da Junta da Galiza, e Adolfo Muíños, Alcalde de Rianjo.
10:30-12:00. Indígenas que não hão de sobreviver, indígenas que querem sobreviver. Práticas ecolinguísticas. Teresa Moure.
12:30-14:00. Galiza-Portugal: Com a língua além da língua. Elias Torres.
16:00-17:30: Ofici
na de língua 1: Dicas para internacionalizarmos o galego. Sabela Fernández.

18:00-20:00. Fazermos cultura 1: Cultura escrita e práticas de resistência em Rianjo: o projeto Axóuxere. Roberto Abuín.

Dia 26/06: Pensamento atual ao norte e ao sul do Minho
10:00-11:30. A cultura da morte e o debate sobre a eutanásia. Gilberto do Couto e Brais Arribas.
12:00-14:00. A cultura do género e as novas masculinidades. Carme Adán, Jorge G. Marín e Marco Gonçalves.
16:00-17:30. Oficina de língua 2: O galego visto com olhos portugueses. Sérgio Condeço e Fausta Pereira.
18:00-20:00. Fazermos cultura 2: Se não posso dançar, não é a minha revolução. Obradoiro de dança galego-portuguesa por Carme Campo e Chus Caramés de Andar cos tempos.

Dia 27/06: Práticas culturais cá e lá 
10:00-11:30. Quando as palavras ferem: leis de estado e delitos de ódio. Xoán Antón Pérez Lema.
12:00-14:00. Artes plásticas e visuais em países periféricos: projeto impossível? Teresa Torres de Eça e Natalia Poncela.
16:00-17:30. Oficina de língua 3: Como detetarmos aquele castelhanismo oculto. Valentim R. Fagim.
18:00. Fazermos cultura 3: Todas à cena. Obradoiro de teatro pós-dramático. Afonso Becerra.

Dia 28/06: A título de conclusões 
10:00-11:30. O papel de falantes, diásporas e centros sociais na internacionalização da língua. Alex Dayán Fernández e Beatriz Bieites.
12:00-14:00. Onde as portas ficam abertas: o que julgam as pessoas inscritas neste curso. Debate aberto guiado por Sabela Fernández.
16:00-17:30. Palestra de clausura: A prática dos cuidados e o diálogo intercultural. Lina Coelho e Brais Arribas.
18-30-20:00. Fazermos cultura 4: Uma descida em paraquedas até à música que chamam de culta. Concerto didático. Xurxo Varela.
Entrega de diplomas e encerramento

Jul
29
Seg
aPorto Docentes Nível A2 @ Faculdade de Letras da Universidade do Porto
aPorto Docentes é um formato específico dos cursos aPorto para o professorado do Ensino Público da Galiza que procura atividades de formação homologadas. Com um programa diferente, o foco dirige-se a atingirmos os conhecimentos básicos da língua portuguesa.
 aporto-400x400
No quadro da Formação do Professorado 2018-19 da Junta da Galiza, destaca a competencia instrumental “Comunicador/a en linguas maternas e estranxeiras”. Por iso, a potenciación do uso instrumental das linguas e o tratamento integrado das mesmas axudan ao desenvolvemento das competencias lingüísticas e destrezas comunicativas do profesorado dando resposta ás recomendacións da Unión Europea en materia competencial (Council of the European Union, 2014).
É por isto, que foi aprovada a petição de homologação das 30 horas de formação do Curso aPorto Docentes, que serve para dar uma resposta adequada às necessidades formativas do pessoal docente, já que conjuga e completa a oferta formativa institucional de formação em língua portuguesa,  independentemente da sua especialidade, segundo o artigo 20 da ORDE de 14 de maio de 2013 pela qual se regula a convocatória, o reconhecimento, a certificação e o registo das atividades de formação permanente do professorado na Galiza.

Programa:

  • Sessão introdutória dos cursos aPorto Docentes o dia 26 de xulho às 11h00, na EOI Santiago (2 hs.)
  • Segunda a sexta-feira de 9h00 às 12h45, aulas na FLUP (15 hs.)
  • Segunda a quinta-feira: atividades socioculturais com interação oral (9 hs.)
  • Elaboração de uma memória de avaliação das atividades na Galiza (4 hs.)

Para ter direito à homologação é preciso ter assistido a 85% das horas e passar a avaliação da memória (prazo de entrega a determinar).

Atividades culturais:

Segunda-feira: visita guiada pela cidade (tarde) / copo de fim de tarde ou petisco* (noite)
Terça-feira: ateliê de fonética e dicção com Rui Spranger
Quarta-feira: tarde livre
Quinta-feira: sessão de conversa em mini-grupos com os cicerones / jantar africano* (noite)
Sexta-feira: pic-nic de encerramento nos Jardins do Palácio de Cristal (cada pessoa leva o que quiser)
Ago
5
Seg
aPorto Docentes Nível B1 @ Faculdade de Letras da Universidade do Porto
aPorto Docentes é um formato específico dos cursos aPorto para o professorado do Ensino Público da Galiza que procura atividades de formação homologadas. Com um programa diferente, o foco dirige-se a atingirmos os conhecimentos básicos da língua portuguesa.
 aporto-400x400
No quadro da Formação do Professorado 2018-19 da Junta da Galiza, destaca a competencia instrumental “Comunicador/a en linguas maternas e estranxeiras”. Por iso, a potenciación do uso instrumental das linguas e o tratamento integrado das mesmas axudan ao desenvolvemento das competencias lingüísticas e destrezas comunicativas do profesorado dando resposta ás recomendacións da Unión Europea en materia competencial (Council of the European Union, 2014).
É por isto, que foi aprovada a petição de homologação das 30 horas de formação do Curso aPorto Docentes, que serve para dar uma resposta adequada às necessidades formativas do pessoal docente, já que conjuga e completa a oferta formativa institucional de formação em língua portuguesa,  independentemente da sua especialidade, segundo o artigo 20 da ORDE de 14 de maio de 2013 pela qual se regula a convocatória, o reconhecimento, a certificação e o registo das atividades de formação permanente do professorado na Galiza.

Programa:

  • Sessão introdutória dos cursos aPorto Docentes o dia 26 de xulho às 11h00, na EOI Santiago (2 hs.)
  • Segunda a sexta-feira de 9h00 às 12h45, aulas na FLUP (15 hs.)
  • Segunda a quinta-feira: atividades socioculturais com interação oral (9 hs.)
  • Elaboração de uma memória de avaliação das atividades na Galiza (4 hs.)

Para ter direito à homologação é preciso ter assistido a 85% das horas e passar a avaliação da memória (prazo de entrega a determinar).

Atividades culturais:

Segunda-feira: visita guiada pela cidade (tarde) / copo de fim de tarde ou petisco* (noite)
Terça-feira: ateliê de fonética e dicção com Rui Spranger
Quarta-feira: tarde livre
Quinta-feira: sessão de conversa em mini-grupos com os cicerones / jantar africano* (noite)
Sexta-feira: pic-nic de encerramento nos Jardins do Palácio de Cristal (cada pessoa leva o que quiser)
Ago
12
Seg
aPorto Noturno @ Porto

aPorto Noturno é um formato para quem desejar aprofundar no conhecimento da sociedade portuguesa atual, da sua realidade social e cultural. Com um programa diferente em que o foco se dirige a atingirmos esses matizes e caraterísticas que com uma simples visita turística não conseguimos.

Nesta edição de 2019 decorrerá na semana de 12 a 16 de agosto e para se inscrever é preciso ter ou acreditar um domínio médio da língua. aporto-540x220

Todas as atividades decorrem em horário de tarde-noite. O programa inclui duas sessões de Dicção e Pronúncia com o Rui Spranger, sessões de conversa em mini-grupos com cicerones, poesia-música no Pinguim, noite de teatro, noite de música tradicional, gastronomía diversa e passeios personalizados.

Ago
19
Seg
aPorto Clássico @ Faculdade de Letras da Universidade do Porto

As aulas começam às 9:30 e acabam às 12:45 com um intervalo de 15 minutos, e focarão a expressão oral que será implementada nas atividades vespertinas espalhadas pela cidade. As atividades culturais, à tarde, vão fornecer um leque de possibilidades para melhor apreciar a cidade invicta.

TEMÁTICAS DAS AULAS aPORTO – 2019

O enfoque das aulas será a língua nos seus domínios: fonética, fonologia, morfologia, sintaxe e pragmática, analisando as suas especificidades, comparando com o galego e/ou castelhano, de acordo com o perfil da turma. Em cada aula, procurar-se-á abordar um tema de cada um dos domínios da língua de forma contextualizada em materiais autênticos e atuais. aporto-400x400

As diferentes atividades privilegiarão a produção e compreensão orais. Os seguintes temas delineados para as aulas serão transversais a todos os níveis, recorrendo-se, no entanto, a uma metodologia de ensino distinta.

ATIVIDADES CULTURAIS DO aPORTO – 2019

Segunda-feira: visita guiada pela cidade (tarde) / copo de fim de tarde ou petisco* (noite)

Terça-feira: ateliê de fonética e dicção com Rui Spranger

Quarta-feira: tarde livre

Quinta-feira: sessão de conversa em mini-grupos com os cicerones / jantar africano* (noite)

Sexta-feira: pic-nic de encerramento nos Jardins do Palácio de Cristal (cada pessoa leva o que quiser)

Ago
26
Seg
aPorto Clássico @ Faculdade de Letras da Universidade do Porto

As aulas começam às 9:30 e acabam às 12:45 com um intervalo de 15 minutos, e focarão a expressão oral que será implementada nas atividades vespertinas espalhadas pela cidade. As atividades culturais, à tarde, vão fornecer um leque de possibilidades para melhor apreciar a cidade invicta.

TEMÁTICAS DAS AULAS aPORTO – 2019

O enfoque das aulas será a língua nos seus domínios: fonética, fonologia, morfologia, sintaxe e pragmática, analisando as suas especificidades, comparando com o galego e/ou castelhano, de acordo com o perfil da turma. Em cada aula, procurar-se-á abordar um tema de cada um dos domínios da língua de forma contextualizada em materiais autênticos e atuais. aporto-400x400

As diferentes atividades privilegiarão a produção e compreensão orais. Os seguintes temas delineados para as aulas serão transversais a todos os níveis, recorrendo-se, no entanto, a uma metodologia de ensino distinta.

ATIVIDADES CULTURAIS DO aPORTO – 2019

Segunda-feira: visita guiada pela cidade (tarde) / copo de fim de tarde ou petisco* (noite)

Terça-feira: ateliê de fonética e dicção com Rui Spranger

Quarta-feira: tarde livre

Quinta-feira: sessão de conversa em mini-grupos com os cicerones / jantar africano* (noite)

Sexta-feira: pic-nic de encerramento nos Jardins do Palácio de Cristal (cada pessoa leva o que quiser)