A Através lança traduçom do Talmude



talmudeO carimbo editorial da AGAL amplia o seu catálogo no terreno da literatura religiosa incorporando o Talmude, um registo de discussões rabínicas que pertencem à lei, ética, costumes e história do judaísmo. A co-diretora da Através, Teresa Pilhado, salienta a importáncia de incluir este título “para reforçar a transversalidade do movimento reintegracionista, pois nom se pode obviar a força do sentimento religioso em todas as culturas”. Pilhado lembra a aproximaçom prévia ao budismo feita com a publicaçom de O que é o zen?, de Dokushô Villalba.
Esta obra foi subsidiada pola Embaixada da Israel na Espanha, quem encomendou a traduçom aos professores da Universidade de Tel Aviv, Avi Rudin e Saul Berenson.

Esta obra foi subsidiada pola Embaixada da Israel na Espanha, quem encomendou a traduçom aos professores da Universidade de Tel Aviv, Avi Rudin e Saul Berenson.

A embaixadora israeliana, Rodica Radian-Gordon agradeceu num comunicado o interesse da Através na publicaçom desta obra lembrando a boa receçom da cultura hebreia na Galiza, mesmo como o foco de eventos tam populares como a festa da Istória de Riba d’Avia. Para Radian-Gordon, era imprescindível que este texto fosse publicado com uma ortografia “que nos transporta para aqueles tempos em que a comunidade judia estava integrada em plenitude na sociedade galega contribuindo significativamente ao seu esplendor”.

A embaixadora israeliana, Rodica Radian-Gordon agradeceu num comunicado o interesse da Através na publicaçom desta obra lembrando a boa receçom da cultura hebreia na Galiza, mesmo como o foco de eventos tam populares como a festa da Istória de Riba d’Avia.

O livro vai estar disponível na rede de livrarias galega e portuguesa bem como na loja on-line. Como habitual, os sócios e sócias desfrutam de 20% de desconto e portes de graça. Para qualquer dúvida, o contacto certo é [email protected]


PUBLICIDADE

  • Celso Alvarez Cáccamo

    Que boa notícia! Como poderia reservar uns 500 exemplares à partida para ir obsequiando? Este verão pensava fazer a rota das festas gastronómicas galegas, montar um stand oratório tipo Hyde Park e pessoa que se aproximasse, Talmudom que te criou.

  • Proxecto Neo

    Com tristeza, comprovo que Celso A. Cáccamo anda a brincar com um assunto sério. Isso de “Talmudom que te criou” é impiedade imprópria de Professor universitário.
    Ainda com maior tristeza, comprovo também que falta a referência à autoria do trabalho!

  • Proxecto Neo

    É o dia 1 de abril… E também o dia da retranca!

  • https://pglingua.org/index.php abanhos

    Na ligação podem achar o Talmude na edição Agal, que se porá a venda o primeiro de Abril sem pandemia

    https://euroenigma.wordpress.com/tag/talmud/

    https://lista.mercadolivre.com.br/talmude-pdf-em-portugues